Diretor dos Celtics aposta em Neemias: “Pode ajudar-nos no futuro”

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Diretor dos Celtics aposta em Neemias: “Pode ajudar-nos no futuro”

Neemias Queta festeja com Sam Hauser
Neemias Queta festeja com Sam HauserBoston Celtics
Antes do arranque dos play-offs, Brad Stevens foi questionado sobre Neemias Queta. O poste português assinou um contrato regular e preencheu a 15.ª, e última, vaga do plantel.

Neemias Queta esteve muito bem connosco. Tivemos momentos em que só tínhamos dois postes disponíveis e ele chegar, preencher o papel e ajudar a equipa a manter um nível alto. A possibilidade de alguém que assina o contrato como 15.º jogador do plantel ter muitos minutos nos play-offs é baixa, mas ele mostrou que é capaz disso, desde que no papel certo e com os jogadores certos. Achámos que ele é mais do que um nome  para agora, pode ajudar-nos futuro. Se me perguntassem no início do ano, talvez em sentisse um pouco inquieto com o nosso conjunto de postes, mas a meio da época tinha a certeza que era um bom grupo, que podem jogar. Deram muita flexibilidade este ano e o Neemias Queta fez parte disso”, explicou aos jornalistas.

Recorde-se que Neemias Queta assinou contrato com os Celtics até ao final da temporada, sendo que existe uma opção de renovação até 2025, que poderá ser acionada pelo emblema de Boston.

Depois de dois anos com os Sacramento Kings, Neemias Queta chegou a Boston no verão com um contrato two-way. Acabou por fazer 28 jogos (mais dos que nas duas épocas anteriores) na NBA, onde somou 5,5 pontos e 4,4 pontos por jogo, sendo que elevou todas as médias anteriores.

Dividiu-se também entre os Maine Celtics, ajudando a equipa a chegar à final da G League, que acabou por perder contra os Oklahoma City Blue.