Mundial-2030: Portugal, Espanha e Marrocos oficializaram acordo de candidatura

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mundial-2030: Portugal, Espanha e Marrocos oficializaram acordo de candidatura
Fouzi Lekjaa, Fernando Gomes e Pedro Rocha
Fouzi Lekjaa, Fernando Gomes e Pedro Rocha
FPF
Num comunicado emitido em conjunto pelas três federações foi oficializada a candidatura à organização do Campeonato do Mundo de 2030. Prova vai arrancar na América do Sul e depois mudar-se-á para a Península Ibérica e Norte de África.

No documento assinado na quarta-feira, mas só esta quinta-feira divulgado, é explicado que as federações de Portugal, Espanha e Marrocos assumem o compromisso de “respeitarem as regras e o quadro que regem o processo de candidatura”. 

“Serão empenhados os esforços para garantir que o torneio seja um modelo para os próximos 100 anos”, pode ler-se.

“A assinatura do acordo de candidatura da FIFA representaum momento marcante para as nossas Federações e para o futebol dos nossos três países. Hoje (quarta-feira), celebramos todos aqueles que tornaram isto possível e, a partir de amanhã (quinta-feira), começamos a trabalhar na elaboração de uma candidatura e de um plano de torneio que impressionarão os adeptos de futebol de todo o mundo”, explicou Fernando Gomes, Presidente da Federação Portuguesa de Futebol.

“Estamos muito gratos pela confiança que a FIFA demonstrou, até agora, na nossa visão e esperamos trabalhar em estreita colaboração com a mesma nos próximos meses. Estamos conscientes da enorme responsabilidade que implica a organização de um Campeonato do Mundo e não a encaramos de ânimo leve. Três países sediarão o Campeonato do Mundo da FIFA 2030, mas o seu legado será sentido em todos os lugares”, reiterou Pedro Rocha, líder do futebol em Espanha.

Sob a grande liderança de Mohammed VI, o futebol em Marrocos está a crescer como nunca, desde as bases até às nossas seleções nacionais. Unir forças com Portugal e Espanha, para criar um Campeonato do Mundo que mude o jogo, foi o óbvio passo a seguir para continuar este progresso. Juntos, estaremos a fazer história. O primeiro Campeonato do Mundo masculino entre continentes. O primeiro a ser sediado em dois dos nossos três países. E apenas o segundo em todo o continente africano. O nosso impacto pode ser fenomenal”, completou Fouzi Lekjaa, que preside à Federação Marroquina de Futebol.

Confira o comunicado completo:

"As Federações de Futebol de Marrocos, Portugal e Espanha atingiram, esta quarta-feira, um marco importante na sua candidatura conjunta ao Campeonato do Mundo da FIFA 2030, ao firmarem oficialmente o acordo de candidatura.

A assinatura do acordo de candidatura é um compromisso assumido pelas três federações de futebol de respeitarem as regras e o quadro que regem o processo de candidatura. O documento também oferece orientações sobre os principais aspetos técnicos da candidatura, como os critérios de promoção e avaliação.

As federações marroquina, portuguesa e espanhola de futebol trabalham agora mais próximas do que nunca para desenvolver um projeto que leve o Campeonato do Mundo da FIFA para além de todas as expectativas. Ao partilharem a sua visão para o torneio no mês passado, as federações expressaram, assim, a sua intenção de realizar uma competição que reforce o legado do Campeonato do Mundo da FIFA, que faça crescer o futebol e cause impacto em todo o mundo.

Com o Campeonato do Mundo da FIFA 2030 a assinalar 100 anos desde a primeira edição da competição, serão empenhados especiais esforços para garantir que o torneio seja um modelo para os próximos 100 anos. Para tal, os países anfitriões terão de mostrar as suas culturas únicas, a fim de promover uma maior colaboração entre a Europa, a África e o resto do mundo, assegurando ao mesmo tempo que o evento seja sustentável e acolhedor para os adeptos de todas as idades e origens.

Mais informações sobre os planos relacionados com a candidatura e a organização do Campeonato do Mundo da FIFA serão anunciadas em breve".