As reações dos jogadores de Portugal à vitória sobre o Liechtenstein (2-0)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
As reações dos jogadores de Portugal à vitória sobre o Liechtenstein (2-0)
João Cancelo marcou um dos golos de Portugal
João Cancelo marcou um dos golos de Portugal
AFP
João Cancelo e os estreantes Toti Gomes, José Sá e João Mário abordaram a vitória diante do Liechtenstein na zona de entrevistas rápidas. Assumiram as dificuldades na primeira parte, mas reiteraram a justiça do triunfo.

João Cancelo

Exibição: “Acho que a primeira parte não foi tao boa como a segunda, mas ainda assim conseguimos criar algumas oportunidades. É sempre difícil, sabemos que o Liechtenstein é claramente inferior, mas quando jogam todos lá atrás, dificultam a vida porque é complicado entrar. Na primeira parte existiu precipitação, mas no geral foi um bom jogo”-

Luta pelo Europeu: “O mister vai ter sempre dúvidas, ninguém tem o lugar garantido. Todos os que se estrearam hoje entraram muito bem, fizeram um bom jogo. Todos são importantes e claro temos que jogar nos nossos clubes para sermos chamados”.

Toti Gomes

Estreia: “É um orgulho enorme, não so para mim, como para a minha família. Tenho vindo a trabalhar há muito tempo, e é um orgulho para qualquer jogador representar a sua seleção e estou muito feliz. Tenho sentido a confiança desde o primeiro dia que cá cheguei e demonstra o trabalho que tenho feito”.

Europeu: “Como é obvio todos os que estamos aqui sonhamos estar no Europeu e é continuar a trabalhar até lá”.

José Sá

Estreia: “Foi uma noite inesquecível. Como é óbvio a vitória deixa-nos muito feliz, porque queremos o pleno no apuramento. Vou levar isto para toda a vida”.

Pleno na qualificação: “Vamos entrar em campo para isso e tentar ao máximo sair com o pleno. É nisso que pensamos”.

João Mário

Convocatória: “Não estava à espera, mas quando me ligaram foi sentimento de enorme felicidade. É um sonho desde pequeno que se tornou realidade. Fico muito feliz pela minha estreia e resta-me continuar a trabalhar para poder merecer mais oportunidades. Fui muito bem recebido, é fácil jogar com um plantel de tão grande qualidade”. 

Passo em frente na carreira: "Não vou falar de clubes ,estou focado na Seleção, vou fazer aqui o meu trabalho e depois volto a pensar no clube".