Bandeira fascista deixa Croácia uma vez mais sob alçada disciplinar da UEFA

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Bandeira fascista deixa Croácia uma vez mais sob alçada disciplinar da UEFA
A Croácia está já sob a alçada da UEFA por “comportamento discriminatório” dos adeptos na Liga das Nações, em junho
A Croácia está já sob a alçada da UEFA por “comportamento discriminatório” dos adeptos na Liga das Nações, em junho
AFP
A UEFA abriu um processo disciplinar à Croácia, informou esta quarta-feira a federação de futebol daquele país, face à exibição no jogo diante da Letónia de uma bandeira fascista da segunda guerra mundial.

A Federação croata explica que os adeptos ergueram uma bandeira do regime de Ustase, partido nacionalista da extrema-direita que assumiu o poder em 1941, durante a segunda guerra mundial.

A Croácia está já sob a alçada da UEFA por “comportamento discriminatório” dos adeptos na Liga das Nações, em junho, nos Países Baixos.

Face a essa situação, a Federação foi proibida de vender bilhetes para o jogo que disputou na segunda-feira em casa e no qual bateu a Arménia por 1-0.

O mais recente inquérito poderá levar a UEFA a castigar a Croácia com a obrigatoriedade de receber a Turquia à porta fechada, em jogo da qualificação para o Euro2024, a disputar em 12 de outubro, em Osijek.

A Croácia lidera o seu grupo de apuramento para o Europeu, com os mesmos 10 pontos da Turquia, mas menos um jogo disputado.