Sevilha apresenta o projeto do novo Ramón Sánchez Pizjuán

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Sevilha apresenta o projeto do novo Ramón Sánchez Pizjuán
A maquete do novo Estádio Ramón Sánchez Pizjuán
A maquete do novo Estádio Ramón Sánchez Pizjuán
Sevilla FC
O Sevilha anunciou esta segunda-feira, na sua Assembleia Geral de Accionistas, o projeto do novo Ramón Sánchez Pizjuán. O novo estádio situar-se-á no mesmo local que o atual, que será demolido.

O novo estádio aumentará a sua capacidade para 55.000 espectadores, com uma bancada que lembrará muito o estádio atual, perto do campo, "virada para a relva, mas que aumentará o conforto, gerará uma nova e numerosa oferta de hospitalidade e criará um novo fundo contínuo para a animação local, de 15.000 lugares, sem precedentes no futebol espanhol", segundo o Sevilha.

O desenho do anteprojeto, desenvolvido pelo clube de Nervión em conjunto com o IDOM, procura identificar os valores-chave das grandes etapas da história de Sevilha, através da referência a grandes exemplos da sua arquitetura e património cultural, como o Real Alcázar, o Arquivo das Índias ou a Catedral de Sevilha, para os projetar num novo estádio contemporâneo, sustentável, tecnológico e enraizado na tradição da cidade.

As datas propostas para a sua construção vão de junho de 2026 a junho de 2028. Durante este período, o Sevilha disputará os seus jogos no Estádio de La Cartuja.

Além disso, o objetivo é que o estádio esteja aberto 365 dias por ano.