Olympiakos pode fazer história num futebol grego em recuperação

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Olympiakos pode fazer história num futebol grego em recuperação

Olympiacos joga a final da Liga Conferência na Grécia
Olympiacos joga a final da Liga Conferência na GréciaReuters
A Superliga grega está em alta e, esta quarta-feira, o Olympiacos tem a oportunidade de se tornar o primeiro clube grego a vencer uma competição europeia de clubes.

O Olympiacos defronta a Fiorentina na final da Liga Conferência em Atenas, esta quarta-feira à noite, e será a segunda vez que a Grécia recebe uma final europeia esta época, depois da Supertaça de agosto passado, entre o Manchester City e o Sevilha.

"Temos de dizer que foi uma época de sonho para a liga a nível operacional e desportivo", disse o presidente da Super League, Minas Lysandrou, numa entrevista à Reuters.

"Foi uma época que começou com uma final europeia, a Supertaça no estádio Karaiskakis do Olympiacos, que foi um evento muito bem sucedido, e termina com a final da Liga Conferência no estádio do AEK de Atenas", acrescentou.

A última vez que um clube grego chegou a uma final europeia foi em 1971, quando o Panathinaikos perdeu com o Ajax na final.

"Esta época, do ponto de vista operacional e desportivo, deve constituir a base para construir o futuro com passos pequenos e sólidos", explicou Minas Lysandrou.

Lysandrou diz ainda que os gregos têm tido sucesso nos escalões mais jovens, com o Olympiacos a vencer recentemente a UEFA Youth League, de sub-19, depois de bater o AC Milan por 3-0 na final.

No entanto, nem tudo tem sido fácil nesta época, com o governo a proibir os adeptos de assistirem a jogos de futebol durante dois meses, depois de um agente da polícia ter morrido na sequência de confrontos com adeptos num jogo de voleibol, em dezembro.

Os problemas com os adeptos têm sido um problema constante para o desporto na Grécia e novas medidas, incluindo câmaras de alta tecnologia em todos os estádios, e um sistema de venda de bilhetes totalmente eletrónico, serão postas em prática na próxima época, numa tentativa de conter o problema.

Aumento da assistência apesar de bancadas vazias

Apesar de 42 jogos terem sido disputados à porta fechada, esta época, o campeonato grego registou a melhor assistência dos últimos 15 anos, com uma média de 7.683 espectadores por jogo.

A luta pelo título de campeão grego também teve um final emocionante, com quatro equipas ainda a lutar pelo troféu até à penúltima jornada.

O PAOK acabou por conquistar o título na última jornada, com um golo nos descontos, na reta final mais renhida dos últimos anos.

Lysandrou diz que o formato do play-off também beneficiará as equipas gregas no novo formato das competições europeias da próxima época, que passará de uma fase de grupos de quatro equipas para uma fase com oito equipas.

"Organizámos uma época bem sucedida e divertida. Três equipas marcaram mais de 80 golos cada uma e tivemos quase três golos por jogo em 240 partidas", lembrou Lysandrou.

Os clubes gregos também obtiveram os melhores resultados europeus dos últimos anos. Além do Olympiacos ter chegado à final da Liga Conferência, o PAOK alcançou os quartos de final, o que deu à Grécia muitos pontos de coeficiente.

A Grécia foi duramente atingida pela crise financeira no final da década de 2000, e o futebol grego sofreu com isso. Agora, no entanto, os clubes gregos parecem estar a recuperar e isso pode culminar num triunfo grego esta quarta-feira.

Siga a final da Liga Conferência no Flashscore