Lei da experiência: Portugal perde em França na estreia na Liga das Nações feminina (2-0)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lei da experiência: Portugal perde em França na estreia na Liga das Nações feminina (2-0)
Grace Geyoro inaugurou o marcador
Grace Geyoro inaugurou o marcador
AFP
A seleção principal feminina caiu esta sexta-feira em Valenciennes, no encontro inaugural da nova Liga das Nações feminina. A partida foi dominada pelo equilíbrio, mas a experiência francesa e as fragilidades defensivas portuguesas acabaram por ditar o desfecho final. Patrícia Morais esteve em destaque, segurou o barco enquanto pôde, mas um grande pontapé de Selma Bacha sentenciou o encontro.

Recorde as incidências da partida

52 dias depois da eliminação no Campeonato do Mundo, Portugal voltou a entrar em campo depois da excelente imagem deixada na Austrália e Nova Zelândia. Na estreia na Liga das Nações, a equipa das quinas mediu forças com França, em Valenciennes, em jogo a contar para o Grupo A2.

Sem a lesionada Jéssica Silva e com algumas novidades face ao Mundial, com destaque para a chamada de Nádia Gomes, Francisco Neto apostou no tradicional 4-4-2 losango, com Diana Silva e Telma Encarnação na frente e Kika Nazareth no apoio às avançadas móveis.

Equipas iniciais
Flashscore

Supremacia coroada com golo

Os primeiros minutos da partida foram bastante divididos, com as francesas a tentarem impor o seu jogo. A formação de Hervé Renard dispôs mesmo da primeira oportunidade do encontro, com Jean-François a obrigar Patrícia Morais a uma grande intervenção (9 minutos). Na resposta, Portugal conseguiu equilibrar a partida e aproximar-se da baliza adversária, mas por pouco tempo.

Aos 18 minutos, Ève Périsset desferiu um grande remate de longe, que acertou em cheio na trave da baliza de Patrícia Morais, que ainda terá tocado no esférico. Pouco depois, Kika apareceu com perigo na área adversária, mas o remate saiu por cima da baliza gaulesa. Aos 27 minutos, Le Sommer serviu Grace Geyoro com um belo passe a romper a defesa, a médio do PSG passou pela defensiva nacional e atirou para o 1-0.

Até ao intervalo, França assumiu o controlo do jogo e continuou a bloquear o ataque nacional, que apresentou-se bastante distante do resto da equipa.

Estatísticas ao intervalo
Flashscore

Equilíbrio fatal

Na segunda parte, o jogo continuou equilibrado e com poucas ocasiões de perigo. Aos 63 minutos, Francisco Neto apostou em Ana Capeta no lugar de Telma Encarnação e a formação das quinas passou a jogar sem uma referência na frente de ataque. Pouco depois da modificação, as francesas voltaram a criar perigo: cruzamento de Karchaoui para o segundo poste, com Le Sommer a desviar para mais uma intervenção de Patrícia Morais.

A guardiã continuou a evidenciar-se na baliza nacional e, aos 72 minutos, negou o golo a Geyoro, que apareceu a finalizar em zona central. França voltava a assumir as despesas do encontro e Portugal não conseguia contrariar essa nuance, mantendo-se longe da baliza de Picaud.

Na ponta final, Renard perdeu a bola em zona perigosa, Ana Capeta recuperou, isolou-se e picou a bola sobre a guardiã francesa, mas o remate saiu ligeiramente ao lado, dando ainda a ilusão de golo. Na resposta, Selma Bacha recebeu a bola em posição perigosa, preparou o remate e atirou de meia-distância para o fundo da baliza nacional, dando a estocada final na vitória gaulesa com um belo pontapé. A fechar, Le Sommer esteve perto do terceiro, mas o remate saiu ao lado.

Estatísticas da partida
Flashscore

Com este resultado, França assume a liderança do Grupo A2, aproveitando o empate entre Áustria e Noruega. Portugal está na última posição, mas na próxima terça-feira enfrenta a seleção nórdica em Barcelos.

Melhor em campo Flashscore: Patrícia Morais (Portugal)