Campeonato feminino: SC Braga bate Racing Power no Jamor (0-2)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Campeonato feminino: SC Braga bate Racing Power no Jamor (0-2)

SC Braga segue no grupo dos líderes
SC Braga segue no grupo dos líderesSC Braga
O SC Braga somou a segunda vitória no Campeonato Feminino. A equipa liderada por Tomás Tengarrinha triunfou na deslocação ao terreno do Racing Power (0-2), esta segunda-feria, no Estádio Nacional do Jamor.

Recorde as principais incidências da partida

O SC Braga partia com natural favoritismo para o encontro da 2.ª jornada da Liga Feminina, mas apanhou pela frente um Racing Power empenhado na busca da 1.ª vitória depois de uma entrada em falso na Damaia.

O conjunto do Seixal, que atua na condição de visitado no mítico palco do Jamor, entrou melhor na partida e conseguiu levar algum perigo à baliza da internacional portuguesa Patrícia Morais que, em virtude da sua qualidade, foi segurando todas as bolas.

Ainda assim, foi o SC Braga a conseguir chegar à vantagem, em cima do apito para o intervalo. Aos 40 minutos, as minhotas ainda festejaram um auto-golo de Beatriz Rodrigues, num erro inacreditável a envolver também a guarda-redes Michaely Bihina, que escorregou e viu a bola seguir em direção ao fundo da própria baliza. No entanto o golo viria a ser anulado com auxílio do VAR devido a uma falta de Vitória Almeida no enfiamento da jogada.

Não contou nesse momento, contou aos 45+3, num lance de bola parada, pouco depois de Patrícia Morais negar o golo a Jenny Vetter na baliza contrária. Ana Rute assumiu a cobrança de um livre frontal e viu o esférico desviar em Babi antes de trair Michaely para o 0-1.

Mesmo em vantagem, Tengarrinha mudou três peças ao intervalo - Baldwin, Vânia Duarte e Miller foram a jogo - e a verdade é que a equipa minhota apresentou-se mais equilibrada no segundo tempo e sem consentir oportunidades de perigo às adversárias. Com o jogo controlado, o SC Braga chegou ao golo da tranquilidade através da marca de grande penalidade, onde Vitória Almeida não perdoou uma falta assinalada por mão na bola de McDaniel.

Até ao final, nota ainda para o remate de Carolina Pocinho à barra, sem que o 0-2 se alterasse até ao último apito dado pela árbitra Sandra Bastos.

Confira aqui o resumo do fim de semana

Tabela classificativa da Liga Feminina
Tabela classificativa da Liga FemininaFlashscore