Liga dos Campeões: Dragões caíram com estrondo no único duelo a eliminar com o Arsenal

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Liga dos Campeões: Dragões caíram com estrondo no único duelo a eliminar com o Arsenal
Francisco Conceição tem sido peça importante no onze do FC Porto
Francisco Conceição tem sido peça importante no onze do FC Porto
LUSA
O FC Porto tem um historial complicado com clubes ingleses, somando apenas três apuramentos em 14 eliminatórias nas taças europeias, e não foi feliz na única vez que encontrou o Arsenal.

Acompanhe as principais incidências da partida

Em 2009/10, nos oitavos de final da Liga dos Campeões, a mesma fase em que agora vai medir forças com os gunners, o FC Porto ainda ganhou em casa, por 2-1, mas, depois, foi goleado em Londres por 5-0, a maior goleada sofrida até essa altura com ingleses.

No Dragão, em 17 de fevereiro de 2010, Silvestre Varela, com um golo aos 11 minutos, adiantou muito cedo o onze de Jesualdo Ferreira, com a ajuda de um frango do guarda-redes Lukasz Fabianski, mas, pouco depois, aos 18, Sol Campbell empatou.

Aos 51 minutos, o FC Porto conseguiu, no entanto, repor a vantagem, com um golo do colombiano Radamel Falcao, depois de um livre marcado rapidamente por Rúben Micael, num lance muito criticado no final pelo treinador dos gunners, Arsène Wenger.

Os últimos duelos entre FC Porto e Arsenal
Flashscore

Os dragões foram, assim, em vantagem para o Emirates, onde, em 09 de março de 2010, foram cilindrados pelo Arsenal, que goleou por 5-0, com dois golos na primeira parte e três na segunda.

A grande figura do jogo foi o gigante dinamarquês Nicklas Bendtner, autor de um hat-trick, com golos aos 10, 25 e 90+1 minutos, o último de grande penalidade. Também marcaram o francês Samir Nasri, aos 63, e o marfinense Emmanuel Eboué, aos 66.

O Arsenal entrou, assim, na lista de carrascos europeus do FC Porto, que já incluía Newcastle (1969/70), Tottenham (1991/92), Manchester United (1996/97 e 2008/09), Liverpool (2000/01) e Chelsea (2006/07).

Depois dos gunners, também afastaram os dragões Manchester City (2011/12), novamente o Liverpool, e em dose dupla (2017/18 e 2018/19), e ainda o Chelsea (2020/21), numa estranha eliminatória com princípio e fim em Sevilha, culpa da covid-19.

Quanto a sucessos, eles foram muito escassos, se bem que o FC Porto até chegou a ter um balanço positivo, já que, depois de cair face ao Newcastle, eliminou sucessivamente o Wolverhampton (1974/75) e o Manchester United (1977/78).

Acompanhe o relato no site ou na app
Flashscore

Em 1974/75, na primeira eliminatória da Taça UEFA, os dragões ganharam em casa por 4-1 e, depois, perderam em Inglaterra por 3-1, com um golo em cada um dos jogos do internacional peruano Teófilo Cubillas.

Três anos depois, na segunda ronda da Taça das Taças, o FC Porto brilhou ainda mais face ao Manchester United, que goleou nas Antas por 4-0, em 19 de outubro de 1977, graças a um hat-trick de José Leandro, vulgo Duda, e a um tento de António Oliveira.

Na segunda mão, em Old Trafford, os red devils marcaram cinco golos, dois dos quais autogolos de Alfredo Murça, mas foi o onze de José Maria Pedroto que seguiu em frente, graças a dois tentos de Arsénio Jardim, ou simplesmente Seninho.

Depois desta histórica eliminatória, o FC Porto só voltou a ultrapassar uma equipa inglesa em 2003/04, nos oitavos de final da Liga dos Campeões, em mais um duelo para a lenda, no caminho dos azuis e brancos para o seu segundo título europeu.

Os dragões venceram em casa por 2-1, com reviravolta, graças a um bis do sul-africano Benni McCarthy, aos 29 e 78 minutos, depois do compatriota Quinton Fortune dar vantagem ao conjunto comandado por Alex Ferguson, aos 14.

A forma recente do FC Porto
Flashscore

Na segunda mão, Paul Scholes virou a eliminatória, aos 32 minutos, já que os golos fora ainda desempatavam, e ainda bisou, só que o tento foi erradamente anulado e, em cima da hora, aos 90, Costinha empatou, para delírio de José Mourinho.

Essa eliminatória já tem duas décadas, mas ainda é a última entre e FC Porto e ingleses que tombou para o lado dos portistas, que seguem, assim, num ciclo de sete eliminações consecutivas.

No que respeita ao total dos 46 jogos - incluindo os da fase de grupos da Champions, os dragões contam nove vitórias, 11 empates e 26 derrotas, com 40 golos marcados e 83 sofridos.

O 47.º embate entre o FC Porto e clubes ingleses, e o sétimo face ao Arsenal, está marcado para quarta-feira, pelas 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, e conta para a primeira mão dos oitavos de final da edição 2023/24 da Liga dos Campeões.