Mikel Arteta: "É evidente o que temos de fazer na segunda mão"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mikel Arteta: "É evidente o que temos de fazer na segunda mão"
Mikel Arteta, treinador do Arsenal, no Estádio do Dragão
Mikel Arteta, treinador do Arsenal, no Estádio do Dragão
AFP
Mikel Arteta, treinador do Arsenal, deixou reparos à exibição da sua equipa no Estádio do Dragão, defendendo que a derrota diante do FC Porto, por 0-1, é injusta mas possível de alterar na segunda mão, em Londres.

Análise ao jogo: "Obviamente que temos que gerir muito melhor o jogo quando não podemos vencer. A forma como controlámos a bola em três ocasiões de profundidade não foi boa o suficiente. Faltou ameaça, mais agressividade, principalmente quando tínhamos a bola no último terço, aproveitar as costas deles também, sermos mais incisivos. Vamos ajustar algumas coisas para atacar melhor, porque podemos fazer melhor."

Recorde as incidências da partida

FC Porto: "O FC Porto é uma equipa que está muito bem organizada defensivamente e que quebra o ritmo o tempo todo, foram 35 ou 37 faltas durante o jogo. Permitir que isso aconteça também não me parece muito bem, tudo era falta. Mas agora já sabemos, já os conhecemos e sabemos o que esperar."

Segunda mão: "Estamos no intervalo da eliminatória. Se quisermos chegar aos quartos-de-final temos de vencer em nossa casa e é isso que vamos fazer."

Leia a crónica do Flashscore

Resultado final: "O resultado é injusto, mas é o que é. No último minuto não estivemos bem e pagámos o preço. Foi um jogo de poucas ocasiões. Faltou-nos agressividade. Se quisermos estar nos quartos de final temos que ganhar em casa."

Insatisfação: "Claro que não estou satisfeito. Viemos para ganhar. É evidente o que temos de fazer na segunda mão. Se queres estar nos quartos de final tens de ganhar e temos outro jogo para isso."