Real Madrid tenta quebrar invencibilidade do City por uma vaga nas meias-finais da Champions

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Real Madrid tenta quebrar invencibilidade do City por uma vaga nas meias-finais da Champions

Carlo Ancelotti no treino do Real Madrid no Etihad
Carlo Ancelotti no treino do Real Madrid no EtihadAFP
O Real Madrid visita o Manchester City esta quarta-feira às 20:00, no jogo da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, obrigado a vencer no Etihad após o empate 3-3 na primeira mão.

"O jogo é equilibrado, o resultado está empatado, são noventa minutos e tudo pode acontecer, mas temos qualidade para criar problemas", disse o treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti.

A equipa merengue visita o estádio que o City transformou numa verdadeira fortaleza na Liga dos Campeões. A equipa inglesa não perde uma partida europeia em casa desde novembro de 2018, contra o Lyon, na fase de grupos.

Desde então, os Citizens disputaram 30 partidas na Liga dos Campeões, das quais venceram 28.

Um desafio para o Real Madrid que, nos últimos três jogos consecutivos contra o Manchester City na Liga dos Campeões, perdeu sempre no Etihad.

Ancelotti não hesitou em fazer uma grande rotação no fim de semana passado, no jogo do campeonato espanhol contra o Maiorca, já a pensar na partida contra o Manchester City.

Baixa no Real

A equipa merengue venceu o Maiorca por 1-0, com um golo de Aurélien Tchouaméni, que não poderá jogar no Etihad esta quarta-feira, por cumprir um jogo de suspensão.

O francês será provavelmente substituído por Nacho, acompanhando Antonio Rüdiger no miolo da defesa, que na semana passada voltou a vencer o duelo contra o avançado norueguês do City, Erling Haaland.

Na frente, Vinicius Junior e Rodrygo formam a dupla de ataque, apoiada por Jude Bellingham.

Recuperar o melhor Bellingham

O médio inglês, atual vice-artilheiro do campeonato espanhol, teve um início de temporada espetacular, mas nos últimos jogos o seu desempenho parece ter caído um pouco.

Depois de um jogo da primeira mão em que pouco apareceu, a partida em Manchester surge como a sua oportunidade de voltar ao que era no início da temporada e redescobrir o golo, depois de não ter marcado novamente desde o bis contra o Girona na LaLiga, no dia 10 de fevereiro.

Bellingham volta a Inglaterra para defrontar o City
Bellingham volta a Inglaterra para defrontar o CityAFP

"Ele está muito bem e será um jogador importante para o Real Madrid no futuro porque tem apenas 20 anos. É um jogador fantástico", defendeu Ancelotti esta terça-feira.

Recuperar o melhor Bellingham pode ser crucial para a equipa merengue quebrar as estatísticas em Manchester e vingar a eliminação do ano passado nas meias-finais da Champions.

A qualificação também seria um verdadeiro impulso para a moral antes do complicado clássico do campeonato espanhol de domingo, contra o Barcelona, no qual o Real Madrid pode desferir um golpe quase definitivo no Campeonato Espanhol.

Ancelotti disse que não prepara surpresas para Guardiola
Ancelotti disse que não prepara surpresas para GuardiolaAFP

City terá reforços

Mas não será nada fácil contra o atual vencedor da Liga dos Campeões, que confia no apoio do seu estádio para seguir em frente.

"Amanhã precisamos de ter a energia necessária e os nossos adeptos vão ajudar-nos a fazer isso", disse o técnico do City, Pep Guardiola, esta terça-feira.

Siga o Manchester City-Real Madrid no Flashscore

Assim como o seu homólogo merengue, Guardiola poupou alguns dos seus principais jogadores no campeonato inglês, no fim de semana, o que não o impediu de impor uma goleada de 5-1 contra o Luton, que deixou a equipa na liderança da Premier League.

Kevin de Bruyne, baixa de última hora em Madrid, devido a uma indisposição, estará apto para jogar esta quarta-feira, e Guardiola deverá também contar com Kyle Walker e Aké, recuperados de lesões.

"Walker sente-se bem bem. Não tenho certeza se ele poderá ser titular ou se ficará no banco", disse Guardiola, para quem "é bom ter Walker e Aké".

De Bruyne não jogou no Bernabéu
De Bruyne não jogou no BernabéuAFP

A maldição de Haaland

Walker e Aké são duas peças-chave para a defesa inglesa, enquanto na frente Haaland tentará quebrar a sua sequência pessoal negativa contra o Real Madrid.

O avançado norueguês, que ainda não conseguiu marcar diante dos merengues, foi defendido pelo seu treinador após o desempenho irregular no jogo da primeira mão.

Haaland não está na melhor fase
Haaland não está na melhor faseAFP

Ancelotti, no entanto, deixou um alerta sobre o norueguês: "Continua a ser um dos jogadores mais perigosos do City. O facto de não ter aparecido muito na primeira mão foi um grande mérito para a nossa defesa, mas é sempre um jogador perigoso".