Adeptos do Everton continuam a protestar contra a Premier League em Goodison

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Adeptos do Everton continuam a protestar contra a Premier League em Goodison
Adeptos do Everton protestaram em Goodison Park
Adeptos do Everton protestaram em Goodison Park
Profimedia
Os adeptos do Everton ergueram um mar de lençóis cor-de-rosa com o logótipo da Premier League, antes do jogo da sua equipa contra o Manchester United, este domingo, na sequência da dedução de 10 pontos ao clube por violação das regras financeiras da liga.

Antes da apresentação das equipas, milhares de adeptos ergueram cartazes cor-de-rosa onde se lia "Corrupto", sob o logótipo da liga, e começaram a ouvir um coro de vaias.

Várias secções das bancadas exibiram enormes faixas, incluindo uma com o logótipo da liga, onde se lia "Corrupto - Uma análise independente para decidir um regulamento independente".

A 17 de novembro, o Everton perdeu 10 pontos por não ter cumprido as regras de rentabilidade e sustentabilidade da Premier League, fazendo com que a equipa de Merseyside descesse do 14.º lugar da classificação para a zona de despromoção, com quatro pontos.

Foi a maior sanção do género desde a criação da Premier League.

Os adeptos receberam os cartazes antes de entrarem no estádio.

Um dia antes, o grupo de adeptos do Everton, The 1878s, colocou uma faixa com os dizeres "Premier League = Corrupt" no Estádio Etihad durante o empate do Manchester City com o Liverpool (1-1).

O Etihad foi visado porque o atual tricampeão Manchester City enfrenta 115 acusações de violação das regras financeiras da liga.

O treinador do Everton, Sean Dyche, disse na sexta-feira que o clube estava chocado com o que ele chamou de punição "desproporcional".