Arteta diz que a Premier League "subiu de nível" antes do confronto com o Luton

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Arteta diz que a Premier League "subiu de nível" antes do confronto com o Luton
Mikel Arteta assiste à vitória do Arsenal sobre o Wolves, no sábado
Mikel Arteta assiste à vitória do Arsenal sobre o Wolves, no sábado
AFP
Mikel Arteta disse que a Premier League "subiu de nível" em relação à época passada, numa altura em que o Arsenal procura abrir uma vantagem de cinco pontos no topo da tabela, no terreno do Luton, esta terça-feira.

Os Gunners, que venceram o Wolves por 2-1 no sábado, têm dois pontos de vantagem sobre o segundo classificado Liverpool e três sobre o campeão Manchester City, depois dos jogos do fim de semana, sendo que nenhuma destas equipas estará em ação até quarta-feira.

Os homens de Arteta lideraram a tabela durante grande parte da época passada, mas vacilaram na reta final e foram ultrapassados pela implacável equipa do City de Pep Guardiola.

O treinador espanhol, que tenta conquistar o primeiro título do Arsenal na Premier League desde 2004, disse que o campeonato está ainda mais difícil este ano.

"O nível subiu mais um pouco e isso é visível", afirmou na conferência de imprensa de antevisão do jogo, esta segunda-feira.

"Estive a ver muitos jogos ontem à tarde e é incrível como o estado do jogo muda e a dinâmica muda nos jogos. A qualidade dos adversários, a qualidade dos treinadores - é um campeonato muito, muito difícil e não sabemos como vai continuar, mas neste momento estamos num bom lugar e amanhã queremos estar num lugar melhor. Para isso, vamos ter de jogar muito bem", explicou.

Arteta disse que não sabia se a sua equipa estava melhor do que na mesma altura do ano passado.

"Penso em como vamos jogar melhor amanhã e ser mais consistentes e mais difíceis de vencer, nas coisas que temos de ajustar e em como podemos utilizar os nossos jogadores da melhor forma possível para ganhar", disse.

"Ainda temos uma grande maratona pela frente", acrescentou, negando que se sinta encorajado por ver o City empatar três jogos consecutivos no campeonato.

"O encorajamento vem de ver a minha equipa jogar e ver como se comporta todos os dias, a fome e a vontade que tem de jogar todos os jogos, a forma como aborda cada sessão de treino", disse.

"É isso que me dá ânimo. O que os outros fazem é algo que não podemos controlar", acrescentou Arteta.

Bukayo Saka marcou o primeiro golo do Arsenal contra o Wolves no sábado
AFP

O treinador do Arsenal teve ainda palavras calorosas para o "tipo especial" Bukayo Saka, à beira de seu 200.º jogo oficial pelo Arsenal, dizendo que não havia limite para o que o jogador de 22 anos poderia alcançar.

"Ele não tem limites, quer mais e as pessoas que o rodeiam querem mais", afirmou.

"Os colegas de equipa também estão a perceber melhor o que ele precisa. Ele tem treinadores, funcionários e um clube que o quer pressionar para ser melhor. Penso que é um bom contexto para ele continuar a crescer", disse Arteta.