A equipa "imbatível" do Turquemenistão: apresentamos o FK Arkadag

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A equipa "imbatível" do Turquemenistão: apresentamos o FK Arkadag

A equipa invencível do Turquemenistão
A equipa invencível do TurquemenistãoIGOR SASIN / AFP
Esqueça o Real Madrid, o Manchester City ou o Paris Saint-Germain. Do ponto de vista estatístico, a melhor equipa do mundo poderá ser uma equipa totalmente desconhecida, criada em honra do líder deste país asiático.

Criado em 2023, o FK Arkadag, nomeado em honra do antigo presidente Gurbanguly Berdimuhamedow, está imparável, com uma série de 36 vitórias consecutivas em jogos oficiais, que se mantém no início de abril de 2024.

Fundado na primavera de 2023, o clube foi imediatamente integrado na primeira divisão, cujo início foi adiado para permitir a contratação de jogadores e treinadores.

Resultado: esmagaram a concorrência e venceram o campeonato e a taça do Turquemenistão, algo impensável noutros locais, mas previsível neste país asiático, um dos mais fechados do mundo.

Gurbanguly Berdimuhamedow, que entregou a presidência do país ao seu filho Serdar em 2022, continua a forjar o culto da personalidade estabelecido durante os seus 15 anos de mandato e a operar a partir da sombra com com o seu filho.

O antigo Presidente é agora conhecido como o "herói-protetor", nome que deu à equipa de futebol, ao estádio e até à cidade onde está instalado, construída em sua honra, com um custo superior a 5 mil milhões de euros.

Símbolo incontornável deste megaprojeto dedicado à sua personalidade, um monumento de 43 metros de altura, coroado por uma estátua dourada de Gurbanguly Berdimuhamedow no dorso de um cavalo, domina o território.

O "apoio" do líder

Mas, apesar de ter batido o recorde, o clube não conseguiu atrair as massas. Cerca de 200 espectadores assistiram aos duelos de março da AFP contra o Ahal e o Altyn Asyr no novo estádio com capacidade para 10.000 pessoas, apesar de os bilhetes serem gratuitos.

Um dos presentes, Begench Mukhadov, agitava um cachecol com o logótipo oficial, um escudo branco e azul claro com um cavalo Akhal-Teke, o símbolo nacional do país.

"Não há dúvida de que ele voltará a ganhar todos os títulos esta época. Estou contente por ter aparecido uma equipa invencível, o futebol tornou-se interessante", disse Mukhadov, de 18 anos, que trabalha numa empresa de construção.

Chagueldy Soiounov, um funcionário público de 34 anos que segue "atentamente todos os jogos do Arkadag", diz-se satisfeito com o "jogo dinâmico" oferecido por uma equipa que joga com uma camisola branca com uma lista verde no tronco.

Os adeptos apoiam a sua equipa.
Os adeptos apoiam a sua equipa.STRINGER / AFP

No ano passado, após a conquista da dobradinha, Gurbanguly ofereceu aos jogadores uma fotografia do seu filho e presidente Serdar a assinar uma bola com o logótipo do clube. O presente foi "aceite com grande orgulho e profundo apreço", segundo a imprensa estatal.

"Reuniu-se com a equipa e encorajou-nos a alcançar novas vitórias", recordou à AFP Didar Dourdyev, duas vezes melhor marcador do campeonato.

Depois de marcar 83 golos em 24 jogos no ano passado, o Arkadag manteve o seu potencial ofensivo, marcando 25 golos em apenas cinco encontros.

"Sentimos o apoio do nosso respeitado herói-protetor Gurbanguly Berdimuhamedow", disse o atacante de 30 anos.

Derrotas invisíveis

Uma imagem de invencibilidade que pode ficar manchada, claro, se a equipa começar a sofrer derrotas.

No site da Federação Turcomena de Futebol não há qualquer vestígio dos dois únicos resultados negativos, ambos em jogos amigáveis, contra o Shakhtar Donetsk e o Dnipro-1 da Ucrânia, em fevereiro.

Derrotas em jogos amigáveis não são mencionadas no site da Federação Turcomena de Futebol
Derrotas em jogos amigáveis não são mencionadas no site da Federação Turcomena de FutebolFlashscore

Nada de surpreendente num país com informação altamente controlada, sobretudo quando se trata de uma equipa de futebol criada em honra do líder da nação.

Este domínio absoluto do futebol turcomano poderá não ser suficiente à escala continental, quando participarem na Liga dos Campeões 2, o equivalente asiático da Liga Europa.

Ao contrário de outras repúblicas do continente, o Turquemenistão nunca foi um país de futebol.

Apesar do apoio do Estado, financiado pelo dinheiro proveniente dos vastos recursos de gás do país, a fasquia continua a ser demasiado alta para os clubes turquemenos.

Esta situação reflete-se na seleção nacional, onde o Arkadag é a espinha dorsal da equipa nacional e ocupa o 143.º lugar entre 210 equipas no ranking da FIFA. Além disso, não vence um jogo desde junho de 2022.

"É bom que os jogadores se conheçam, isso reforça a sua mentalidade colectiva para ganhar", disse à AFP um funcionário do Comité Estatal do Desporto, sob condição de anonimato.