De Neymar a Benzema: As estrelas do futebol que aterraram na Arábia Saudita

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
De Neymar a Benzema: As estrelas do futebol que aterraram na Arábia Saudita
Mané, Neymar e Benzema são agora os grandes nomes da Arábia Saudita
Mané, Neymar e Benzema são agora os grandes nomes da Arábia Saudita
AFP
Desde o início do verão, com a emergência do país do Médio Oriente no mercado de transferências, os salários exorbitantes oferecidos pelos clubes da monarquia petrolífera convenceram muitos jogadores e treinadores a juntarem-se à Liga local.

Neymar, Benzema e Mané, as estrelas

A Arábia Saudita tem atraído várias estrelas do futebol para o seu campeonato desde a contratação de Cristiano Ronaldo pelo Al-Nassr, em janeiro passado.

A primeira estrela a seguir as pisadas do pentacampeão português da Bola de Ouro é nada mais nada menos do que o seu principal parceiro no Real Madrid, Karim Benzema. O vencedor da Bola de Ouro de 2022 assinou um contrato de três anos com o Al-Ittihad no início de junho, a custo zero.

Poucos dias depois, foi a vez do compatriota N'Golo Kanté, de 35 anos, assinar com o clube de Jeddah. O médio também assinou um contrato de três anos depois de deixar o Chelsea, onde estava em fim de contrato.

Benzema é um dos maiores nomes do futebol saudita
AFP

O vencedor do Campeonato do Mundo de 2018 formará uma prestigiada parceria no meio-campo com o brasileiro Fabinho, de 29 anos, que era do Liverpool.

Com as portas de saída do PSG escancaradas, Neymar assinou com o Al-Hilal e deixou quase 90 milhões de euros nos cofres do PSG.

Depois de um triplete histórico no Manchester City, Riyad Mahrez assinou pelo Al-Ahli para os próximos quatro anos, num negócio avaliado em 35 milhões de euros.

Outro craque que chega à Arábia Saudita é Sadio Mané. O internacional senegalês de 31 anos assinou pelo Al-Nassr um contrato de três anos com um salário anual de cerca de 40 milhões de euros.

Firmino e Koulibaly: os jovens de 30 anos

Para além das estrelas, vários nomes importantes do futebol mundial que já passaram dos 30 anos rumaram ao país do Golfo.

O croata Marcelo Brozovic, finalista da última Liga dos Campeões com o Inter de Milão, também assinou um contrato de três anos com o Al-Nassr. O clube saudita terá pago 18 milhões de euros pelo médio de 30 anos.

O antigo capitão do Liverpool, Jordan Henderson, assinou com o Al-Ettifaq até 2026. O jogador de 33 anos está a ser fortemente criticado por ter assinado por um país onde a homossexualidade é proibida, depois de ter apoiado a comunidade LGBT+ ao longo da carreira.

Outro red que partiu para a Arábia Saudita, o internacional brasileiro Roberto Firmino, vai jogar no Al-Ahli até 2026. O avançado de 31 anos deixou o Liverpool livre de contrato com o clube de Anfield.

No final de junho, o clube de Jeddah já tinha oficializado a chegada do guarda-redes internacional senegalês Edouard Mendy, de 31 anos. De acordo com a imprensa, o Al-Ahli terá pago ao Chelsea cerca de 18,5 milhões de euros pelos seus serviços.

Outro ex-jogador do Chelsea, Kalidou Koulibaly, trocou Stamford Bridge pelo Al-Hilal. O defesa de 32 anos terá assinado pelo clube de Riade por 23 milhões de euros. E é exatamente essa a idade de Yassine Bounou, que pode ser o próximo a chegar ao Al Hilal.

Fofana e Milinkovic-Savic ainda na mira

Se a Arábia Saudita oferece pontes de ouro para os maiores nomes do futebol mundial em fim de carreira, a Pro League saudita também atrai jogadores no auge da carreira, ansiosos para jogar ao lado de astros que marcaram época.

Séko Fofana, da Costa do Marfim, será companheiro de Cristiano Ronaldo no Al-Nassr. O médio de 28 anos deixou o Lens às vésperas da campanha do clube francês na Liga dos Campeões.

Fofana já está a jogar no novo clube
AFP

Depois de oito anos na Lazio, o sérvio Sergej Milinkovic-Savic assinou um contrato de três anos com o Al-Hilal. O clube romano terá recebido cerca de 50 milhões de euros pela transferência do jogador.

Ruben Neves, de 26 anos, também assinou contrato com o Al-Hilal. O internacional português era pretendido pelo FC Barcelona.