Endrick pede cautela e não comemora título do Palmeiras: "Galo pode ganhar 10-0"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Endrick pede cautela e não comemora título do Palmeiras: "Galo pode ganhar 10-0"
Endrick foi um dos destaques do Palmeiras na vitória sobre o Fluminense
Endrick foi um dos destaques do Palmeiras na vitória sobre o Fluminense
AFP
Destaque do Palmeiras de Abel Ferreira nesta reta decisiva de Brasileirão, o avançado Endrick fez mais uma grande partida pelo Verdão, sendo uma das figuras na vitória sobre o Fluminense por 1-0 este domingo na 37.ª e penúltima jornada da Série A do Brasileirão. O resultado coloca praticamente uma mão no título, mas jovem pediu calma.

Recorde aqui as incidências do encontro

Eleito o melhor em campo, Endrick dedicou outra boa atuacão à sua família. Mas sobre o título, apesar dos gritos de campeão do público, o camisola 9 prefere deixar para a madrugada de quinta-feira, no Mineirão, quando o Palmeiras enfrenta o Cruzeiro, às 00:30, na última jornada da Série A.

"Estava dedicando (o troféu de melhor da partida) para a minha família, que está ali no camarote, isso aqui eu devo tudo a eles. Esses últimos troféus eu devo a eles. Se Deus quiser, virão mais troféus para eles, para toda a minha família", disse Endrick, que pediu pés no chão ao grupo palmeirense.

"É como eu falo, torcida é assim, eles estão felizes, gritam é campeão, mas a gente sabe como é o Campeonato Brasileiro. A gente sabe como é ponto corrido, sabemos como é o Galo, como é o Flamengo, e a gente não pode deixar isso subir para a cabeça, seguir com os pés no chão porque para mim não tem nada ganho, para Deus tudo é possível. O Galo pode fazer 7-0, 10-0, e a gente perder o título. Temos que seguir com os pés no chão e, se Deus quiser, treinar já amanhã para jogar contra o Cruzeiro, fazer uma boa partida e sacramentar a vitória lá", acrescentou.

O Palmeiras pode conquistar o título brasileiro até mesmo se perder, uma vez que o saldo de golos da equipa paulista é superior aos dos adversários. São oito golos de diferença para o Atlético-MG, por exemplo, que na última jornada defronta o Bahia, na Fonte Nova.

Será o segundo título brasileiro de Endrick, que estabeleceu a conquista nacional como meta antes de seguir para o futebol europeu a meio do próximo ano. O jovem jogador já tem uma transferência alinhavada para o Real Madrid.

"Sempre bom para mim, conquistar dois títulos brasileiros. Coloquei uma meta para mim, eu vou tentar bater essa meta. Se eu não conseguir, vou ficar muito triste", finalizou Endrick.