John Textor, dono do Botafogo, promete ir à Justiça por suposta manipulação

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
John Textor, dono do Botafogo, promete ir à Justiça por suposta manipulação
John Textor ameaça ir à Justiça Comum por uma suposta manipulação de resultados
John Textor ameaça ir à Justiça Comum por uma suposta manipulação de resultados
Profimedia
John Textor promete acionar a Justiça Comum para investigar uma suposta manipulação de resultados no futebol brasileiro, através da arbitragem. A informação foi revelada pelo jornalista André Rizek.

O norte-americano, dono da SAF do Botafogo, contratou a empresa Good Game! para elaborar um relatório que investigasse a a arbitragem nos jogos do Brasileirão. De acordo com esse documento, o Botafogo teria 21 pontos a mais no campeonato por erros cometidos pelos árbitros.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

Segundo o GE, o texto analisa lances de partidas do Botafogo, do Palmeiras e de outros clubes. A ideia de John Textor é levar o relatório para a Justiça Comum e entrar com uma ação, alegando manipulação de resultados.

A postura remonta ao protesto de John Textor após a derrota da sua equipa diante do Palmeiras no dia 1 de novembro. Na ocasião, o empresário falou em "corrupção e roubo" e atacou o presidente da CBF. Acabou por ser processado pela entidade e punido pelo STJD.

O Botafogo chega à última jornada do Brasileirão já sem hipóteses de chegar ao título, depois de ter dominado a maioria do campeonato. A disputa do ex-líder, neste momento, é pelo top 4, e para isso precisa de vencer o Internacional em Porto Alegre. A vitória pode não bastar se Atlético Mineiro, Flamengo e Grémio vencerem os seus jogos.