Procuradoria da FIGC abriu processo contra Thiago Motta, treinador do Bolonha

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Procuradoria da FIGC abriu processo contra Thiago Motta, treinador do Bolonha
Thiago Motta com o árbitro do jogo com o Lecce
Thiago Motta com o árbitro do jogo com o Lecce
Profimedia
O treinador do Bolonha, Thiago Motta, é responsável por uma polémica sobre a arbitragem e o VAR na final do jogo com o Lecce, na Serie A italiana.

O treinador do Bolonha, Thiago Motta, foi acusado pela procuradoria federal da Federação Italiana de Futebol de fazer declarações prejudiciais contra a arbitragem.

Ontem, Thiago Motta, no pós-jogo da partida contra o Lecce, tinha criticado o árbitro e o VAR, por ter concedido um penálti à equipa apuliana na segunda parte, que custou ao Bolonha o 1-1 final.

O treinador da equipa emiliana não poupou palavras para desabafar a sua raiva após o empate, atacando o árbitro Nasca e o VAR.

"Não estou surpreendido com o penálti, a falta sobre Falcone estava lá, mas o jogo já tinha acabado. É uma grande frustração para nós, porque fizemos um jogo muito bom do princípio ao fim. São episódios que mudam radicalmente a cara de um jogo", afirmou Thiago Motta.

O caso de Motta é um dos muitos episódios de arbitragem que condicionaram o fim de semana da Serie A, que terminou com as pesadas declarações do diretor-geral do Nápoles, Meluso, contra o árbitro Massa, após a derrota por 0-3 com o Inter.