Reta final do Brasileirão teve despedidas de peças importantes do futebol brasileiro

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Reta final do Brasileirão teve despedidas de peças importantes do futebol brasileiro
Réver deixou o futebol no final do Brasileirão
Réver deixou o futebol no final do Brasileirão
Pedro Souza / Atlético
A reta final do Brasileirão marcou a despedida de jogadores importantes na história de alguns clubes. Já na 37.ª jornada, a penúltima antes dos jogos de encerramento do campeonato, algumas despedidas tinham acontecido com direito a homenagens, emoções e lágrimas.

O Flashscore separou algumas delas, resumindo parte da trajetória de jogadores que decidiram, em 2023, pendurar as chuteiras depois de anos de dedicação e entrega ao futebol brasileiro e internacional. Outros encerraram as suas passagens por clubes que tiveram um significado importante nas suas carreiras.

Filipe Luís

Aos 38 anos, o lateral-esquerdo do Flamengo decidiu que não vai continuar a jogar na próxima temporada. Na partida entre Flamengo e Cuiabá, no último domingo, o jogador foi homenageado pela direção rubro-negra, com a reunião de todos os troféus que conquistou pelo clube no relvado do Maracanã, numa homenagem que contou com a presença dos familiares.

Desde 2019, Filipe Luís conquistou 10 títulos pelo Flamengo.

A partir do relvado, o internacional brasileiro viu uma tarja elaborada pelos adeptos a recordar o momento em que assinou pelo Flamengo. Na altura, o defesa publicou uma foto ao lado do avô, quando ainda era criança, com a camisola do Mengão

"De pai para filho, de avô para neto", podia ler-se na mensagem dos adeptos.

Depois do futebol dentro das quatro linhas, Filipe Luís deve fazer parte dos quadros técnicos do Flamengo para a próxima época.

Réver

O Capitão América do Atlético-MG recebeu várias homenagens antes do início do jogo contra o São Paulo, que, na altura, fez o Galo continuar na luta pelo título.

Responsável por usar a braçadeira de capitão na campanha do título da Libertadores de 2023, Réver, de 38 anos, colocou o seu nome na história do clube alvinegro.

Antes do jogo, foi recebido e abraçado por familiares e dirigentes. Foram 356 jogos e 12 títulos ao serviço do Atlético-MG.

Réver defendeu o Galo em 356 jogos
Pedro Souza / Atlético

Máscaras com o rosto do atleta foram distribuídas para os adeptos. Depois do discurso do jogador, um vídeo de homenagem foi exibido nas televisões da Arena MRV, com Réver depois a receber uma camisola especial e uma placa comemorativa. 

Na entrada da equipa em campo, os adeptos ergueram uma imagem de homenagem a Réver e uma bandeira com os dizeres: "FoRever". As bandeirolas de canto contaram com imagens do rosto do defesa.

À semelhança de Filipe Luís, Réver também pode ocupar um cargo de gestão no Galo em 2024.

Rodrigo Caio

O defesa do Flamengo, de 30 anos, não terá o seu contrato renovado com o clube após cinco temporadas. Antes do jogo do último final de semana, contra o Cuiabá, Rodrigo Caio também foi homenageado, ao mesmo estilo de Filipe Luís - os troféus e a família estiveram no relvado do Maracanã. 

No Flamengo desde 2019, o defesa participou em 150 jogos, sendo titular em 141 deles. 

Rodrigo Caio deixa o Flamengo após cinco temporadas
Marcelo Cortes/Flamengo

Luis Suárez

Uma única temporada foi suficiente para Suárez, de 36 anos, marcar o seu nome na história do Grémio.

Apesar da idade, o internacional uruguaio não demorou a dar retorno com a camisola tricolor e a ganhar o coração dos adeptos. 

Antecipou a saída do clube, em virtude de dores no joelho, mas nem isso diminuiu o carinho dos adeptos com o uruguaio, que deu o seu máximo a cada jogo, correspondendo dentro de campo.

Um total de 20 mil máscaras com o rosto de Suárez foram distribuídas para a torcida
Diego Torbes

Desde que chegou como herói em Porto Alegre, em janeiro, marcou 29 golos e fez 17 assistências em 54 jogos, tornando-se no melhor marcador da equipa e segundo (17) no Brasileirão.

No jogo do último final de semana, contra o Vasco, a direção preparou uma série de homenagens para o jogador. Cerca de 20 mil máscaras com o rosto de Suárez, além de cartazes, foram distribuídos na Arena Grémio.

Suárez acompanhou, ao lado da família, homenagens no relvado da Arena Grémio
Reprodução

Quatro cartões com o corpo do jogador em tamanho real também estiveram em diferentes pontos do estádio para registo de fotos dos adeptos gremistas.

No final do jogo, foi exibido um vídeo no estádio para homenagear o antigo jogador de Ajax, Liverpool e Barcelona.

Quatro figuras com Suárez em tamanho real foram espalhadas pela Arena Grémio
Divulgação

Vitor Roque

O atacante do Athletico-PR, de apenas 18 anos, vai reforçar o Barcelona já em janeiro.

O jogo do último final de semana, contra o Santos, foi o último pelo clube, onde chegou em abril de 2022.

A ida para Espanha tinha tudo para acontecer somente a meio de 2024, mas o Barcelona conseguiu autorização para antecipar a sua chegada.

Os números de Vítor Roque
Flashscore

Fábio Santos

O lateral-esquerdo do Corinthians foi outro jogador homenageado no último fim de semana, antes do final do Brasileirão.

Aos 38 anos, entrou no relvado da Neo Química Arena, sob aplausos, recebendo homenagens de familiares, amigos e companheiros de equipa. Os ecrãs do estádio exibiram a seguinte mensagem: "Obrigado, Fábio Santos".

Fábio Santos conquistou seis títulos pelo Timão
Rodrigo Coca

Assim como o Flamengo fez, o Corinthians também expôs as principais taças conquistadas pelo lateral no clube. Além disso, Fábio Santos recebeu uma placa comemorativa e um quadro do Timão.

O defesa conquistou seis títulos com a camisola do Corinthians: Brasileirão de 2011 e 2015, Paulistão de 2013, Libertadores e Mundial de 2012 e Recopa de 2013. Ao todo, foram 374 jogos disputados pelo clube, sendo o 22.º jogador com mais partidas disputadas pelo Corinthians.