Messi em nova final após reviravolta do Inter Miami contra o Cincinnati (3-3, 5-4 g.p.)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Messi em nova final após reviravolta do Inter Miami contra o Cincinnati (3-3, 5-4 g.p.)
Lionel Messi deu duas assistências na vitória do Inter Miami
Lionel Messi deu duas assistências na vitória do Inter Miami
Profimedia
Lionel Messi inspirou o Inter Miami a recuperar de uma desvantagem de 2-0 para vencer o Cincinnati nos penáltis, depois de a emocionante meia-final da US Open Cup em Ohio ter terminado 3-3 após o prolongamento. O Miami, que venceu a Taça das Ligas contra o Nashville nos penáltis no sábado, está agora a uma vitória da sua segunda Taça desde que Messi chegou ao clube no mês passado.
As notas individuais dos onzes da partida
Flashscore

Recorde as principais incidências da partida

A US Open Cup é o torneio eliminatório mais antigo e importante do futebol americano, que remonta a 1914 e é comparável à FA Cup de Inglaterra. Há um mês, o Cincinnati, que está no topo da Major League Soccer enquanto o Miami está no fundo, teria sido o grande favorito. Mas a equipa da Flórida é agora muito diferente daquela que estava sem vitórias nos seus 11 jogos na liga antes da chegada do argentino.

No calor intenso, com temperaturas acima de 38 graus no início do jogo, a invencibilidade do Miami desde a chegada de Messi e dos espanhóis Sergio Busquets e Jordi Alba parecia estar prestes a acabar. O Inter perdia por 2-0 a 22 minutos do fim do jogo, mas o argentino oefereceu duas assistências para o avançado Leonardo Campana (ex-Famalicão) e acabou por levar o jogo para a prolongamento. O compatriota de Messi, Luciano Acosta, colocou o Cincinnati na frente aos 18 minutos e o atacante americano Brandon Vazquez dobrou a vantagem dos donos da casa com um belo chute da entrada da área aos 53 minutos.

As principais estatísticas
Flashscore

Duas assistências perfeitas

Aos 68 minutos, Messi cobrou um livre da esquerda que foi cabeceado por Campana. Assim, o clube de Gerardo Martino deu um novo fôlego ao que vinha sendo uma partida cansada. O Cincinnati pensou que tinha feito o 3-1, mas o remate de Yuga Kubo foi anulado por mão na bola. No sétimo minuto dos descontos, Messi, da esquerda, passou a bola para Campana na entrada da área e novamente o atacante equatoriano rematou para o prolongamento.

O Miami saiu na frente no primeiro tempo do prolongamento, quando Benjamin Cremaschi fez um excelente passe para Josef Martinez, e o venezuelano não teve dúvidas em finalizar. O Cincinnati voltou a marcar na segunda parte, quando o extremo japonês Kubo disparou um remate da direita para o canto oposto do guarda-redes Drake Callender.

 

O placard na disputa de penáltis estava 4-4 quando Callender defendeu a cobrança de Nick Hagglund para o Cincinnati e Cremaschi rematou para garantir a vaga do Miami na final. Cremaschi, de 18 anos, nascido em Miami e cujos pais são argentinos, foi parabenizado por Messi após a cobrança do penálti.

O Miami recebe o Houston Dynamo na final em 27 de setembro, depois que os texanos venceram o Real Salt Lake por 3-1 no prolongamento.