Ténis: Sinner sobe a segundo do ranking mundial de ténis, Djokovic mantém liderança

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ténis: Sinner sobe a segundo do ranking mundial de ténis, Djokovic mantém liderança

Sinner conquistou o Open de Miami
Sinner conquistou o Open de MiamiAFP
O italiano Jannik Sinner subiu ao segundo do ranking mundial de ténis, divulgado esta segunda-feira, que continua a ser liderado pelo sérvio Nova Djokovic e a ter Nuno Borges como o melhor português, em 62.º lugar.

A vitória conquistada no domingo no Masters 1.000 de Miami, ao bater o búlgaro Grigor Dimitrov na final do torneio norte-americano, por 6-3 e 6-1, catapultou Sinner para o segundo lugar da hierarquia da ATP, a melhor classificação de sempre do transalpino, aos 22 anos.

Sinner relegou o espanhol Carlos Alcaraz para a terceira posição, graças a um forte arranque de 2024, durante o qual conquistou também o Open da Austrália, enquanto Dimitrov subiu três lugares e entrou no top 10, para o nono, fazendo o polaco Hubert Hurkacz cair para o 10.º.

Nuno Borges, de 27 anos, que tem como classificação no ranking o 46.º posto alcançado em fevereiro, continua a ser o melhor representante português e o único entre os 100 melhores tenistas do mundo, apesar de ter descido uma posição, para a 62.ª.

Henrique Rocha galgou 51 lugares, para o 197.º, obtendo, aos 19 anos, a melhor classificação de sempre, que o confirma como o número dois nacional, à frente de Gonçalo Oliveira (238.º), Jaime Faria (262.º) e João Sousa (272.º), que termina a carreira na atual edição do Estoril Open.

No ranking feminino, a polaca Iga Swiatek manteve-se no comando, à frente da bielorrussa Aryna Sabalenka e da norte-americana Coco Gauff, segunda e terceira colocadas, respetivamente, enquanto Francisca Jorge continua a ser a melhor portuguesa, em 190.º lugar, após ter subido quatro.