Tom Brady, um dos melhores de sempre da NFL, retira-se oficialmente (outra vez)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Tom Brady, um dos melhores de sempre da NFL, retira-se oficialmente (outra vez)
Atualizado
Tom Brady, um dos melhores de sempre da NFL, retira-se oficialmente (outra vez)
Tom Brady, um dos melhores de sempre da NFL, retira-se oficialmente (outra vez)
Reuters
O sete vezes campeão da Super Bowl Tom Brady, de 45 anos, anunciou esta quarta-feira o fim da sua carreira na NFL.

"Vou já direto ao assunto. Vou reformar-me. De vez", disse Brady numa publicação através das redes sociais, antes de agradecer às pessoas que o "permitiram viver um sonho absoluto".

Brady, um dos jogadores mais condecorados de todos os tempos, ganhou sete Super Bowls, um recorde de vitórias, ao longo de uma carreira de 23 temporadas.

O cinco vezes MVP do Super Bowl passou 19 dessas épocas com os New England Patriots antes de se mudar para Tampa Bay para representar os Buccaneers.

quarterback reformou-se originalmente no ano passado, mas voltou atrás para jogar outra época... que acabou por ser a sua pior como profissional, uma vez que os Bucs registaram 8 vitórias e 9 derrotas e perderam para os Dallas Cowboys na ronda de wildcard para o acesso aos play-offs.

Em 2002, na terceira época como profissional, liderou os Patriots a um registo de 9-7 e a equipa também falhou os play-offs, apesar de terem ganho o título no ano anterior.

O natural do norte da Califórnia é amplamente considerado como o melhor quarterback da história da Liga. Num recorde de 10 aparições no Super Bowl, Brady venceu sete. Ganhou também o prémio de melhor jogador desse encontro por cinco vezes e foi selecionado por 15 vezes para o Pro Bowl, ambos recordes. Foi considerado o melhor jogador da Liga por três vezes.

Com alguma expetativa quando saiu da Universidade de Michigan, Brady foi a 199.ª escolha no Draft da NFL do ano 2000. Aproveitou ao máximo as oportunidades e rapidamente deu a volta ao franchise dos Patriots, tendo continuado a construir uma das maiores dinastias de qualquer desporto.

Em outubro, a meio da temporada, Brady anunciou o fim do casamento com Gisele Bunchen ao fim de 13 anos e com dois filhos. Uma das causas para a separação era o empenho de Brady em continuar a jogar. A supermodelo tinha expressado preocupação com a saúde do jogador num desporto frequentemente violento.

Carreira de comentador

Brady parece agora encaminhar-se para uma carreira na televisão, tendo já chegado a acordo para um contrato de 10 anos e 375 milhões de dólares para se juntar à FOX Sports como analista principal e embaixador.

Com a chegada do Dia da Marmota (Grounhog Day) nos Estados Unidos na quinta-feira, alguns dos meios de comunicação social assinalaram que já tinham ouvido isto antes.

Houve uma série de equipas alegadamente interessadas em assinar o jogador livre e futuro Hall of Famer para a próxima temporada, incluindo os Las Vegas Raiders, Tennessee Titans e Miami Dolphins.

À medida que, nesta última época, Brady por vezes parecesse cansado ou frustrado, ainda conseguia produzir no campo, carregado os Buccaneers aos playoffs.

Passou para 4.694 jardas, ultrapassado apenas por Patrick Mahomes, dos Kansas City Chiefs que vão ao Super Bowl, e Justin Herbert, que fez 25 passes para ensaios.