Basquetebol: As reações dos treinadores após o Sporting-Benfica

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Basquetebol: As reações dos treinadores após o Sporting-Benfica
Sporting venceu o Benfica por 91-88, após prolongamento
Sporting venceu o Benfica por 91-88, após prolongamento
LPB
O Sporting reforçou este sábado a liderança provisória da fase regular do campeonato nacional de basquetebol, ao receber e vencer o bicampeão em título Benfica por 91-88, após prolongamento, em jogo da oitava jornada.

Pedro Nuno Monteiro (treinador do Sporting):

“Entrámos mal no jogo. Entrámos ansiosos. Tentámos explicar a quem chegou o que é que este tipo de jogos envolve. Tivemos pouca disciplina ofensiva. Cometemos alguns erros. Depois conseguimos reagrupar e a executar melhor."

"Isso condicionou o Benfica e mudou o jogo. Com este número de ressaltos perdidos é muito difícil ganhar. Compensámos com outras coisas. Tivemos muito pouco tempo em zona, faltou-nos bloqueios. Não temos ressaltadores ofensivos. É algo que temos de arranjar uma solução."

"No quarto período, do outro lado esteve uma equipa competente que retaliou e procurou soluções. Temos três tiros abertos (falhados) e o Benfica conseguiu marcar. Isso, obviamente, é o talento individual. Os jogadores que falharam têm percentagens melhores e o normal era marcarem."

"Temos muita margem para progredir. Temos um plantel curto. Felizmente temos ganho”.

Recorde as incidências da partida

- Norberto Alves (treinador do Benfica):

“Sentimos ao intervalo que podíamos ter outro tipo de vantagem. Falhámos lançamentos perto do cesto, onde temos de ser mais determinantes. Não estivemos bem a defender. Conseguimos voltar ao jogo."

"Foi um jogo anormal. Uma equipa (o Benfica) com mais 22 ressaltos do que a outra deveria ter vencido. Fica o resultado."

"Na última bola, antes do prolongamento, queríamos ter tentado ir buscar uma falta. O Sporting trocou no bloqueio e criaram hesitação."

"O lance (que daria o 91-91) de Aaron Broussard foi decidido corretamente pelos árbitros. Nós dizemos quando decidem bem”.