Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Paris-2024: Fernando Pimenta no "caminho" para cumprir sonho do ouro olímpico

Fernando Pimenta sonha com o ouro olímpico
Fernando Pimenta sonha com o ouro olímpicoAFP
O canoísta português Fernando Pimenta está no “caminho” para cumprir o sonho de ser campeão olímpico em Paris-2024, com o seu treinador Hélio Lucas a considerar que precisa de “sorte e inspiração” em K1 1.000 metros.

Penso que há seis atletas com nível bastante alto. Resta-nos um mês e meio para trabalhar. Penso que está no caminho. Depois é uma pontinha de sorte”, assumiu Hélio Lucas, em declarações à Lusa.

Após a prata em Londres-2012, em K2 1.000 metros, com Emanuel Silva, Fernando Pimenta foi bronze em K1 1.000 em Tóquio-2020, confessando o desejo de não terminar a carreira sem conhecer o sabor dos três metais olímpicos.

O Fernando pode ganhar – no ano passado, no Mundial, venceu ao Balint Kopasz e o Adám Varga, ouro e prata olímpicos – e nessa altura todos na canoagem diziam que essa era um objetivo inatingível”, exemplificou.

Hélio Lucas, treinador de sempre de Fernando Pimenta, que já vai em 145 pódios em importantes provas internacionais, não tem dúvidas do potencial do seu pupilo, que competirá na capital francesa a dias de completar 35 anos.

“É possível. É possível sonhar e depois ter uma pontinha de sorte. E naquele dia ele estar bem treinado e inspirado, que também é importante”, sublinhou.

Na edição de 2024 dos Europeus, disputados até domingo em Szeged, na Hungria, o último teste internacional antes os Jogos Olímpicos, Fernando Pimenta foi bronze nos olímpicos K1 1.000 metros, ouro nos 5.000 e prata nos 500 metros.

Viemos um pouco fora de forma, mas queríamos uma representação digna, como ele tem feito. Fez um bom campeonato. O seu segundo melhor registo nos 500 metros e renovou o título dos 5.000, num desempenho espetacular. Nos 1.000 foi uma prova um pouco atípica, não foi a melhor dele, mas ficava preocupado se visse que deu tudo. Não sendo excecional, mesmo assim conseguiu uma medalha”, congratulou-se.

Com os três pódios de Pimenta e o ouro de Iago Bebiano e Kevin Santos em K2 200 metros, Portugal foi terceiro da geral nos Europeus, apenas atrás da Hungria e Polónia.

O ouro do paracanoísta Norberto Mourão na classe VL2 valeu o sexto lugar na competição adaptada.