Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Fórmula 1: Lando Norris foi o mais rápido nos primeiros treinos livres no Canadá

Norris em ação
Norris em açãoProfimedia
Lando Norris, da McLaren, registou o tempo mais rápido de um primeiro treino molhado e selvagem para o Grande Prémio do Canadá, na sexta-feira, empurrando os Ferraris de Charles Leclerc e Carlos Sainz para o fundo da tabela de tempos.

Depois das tempestades matinais, Norris, que conquistou a primeira vitória da sua carreira no início desta temporada em Miami, aproveitou as condições de secagem para registar um tempo de 1:24,435 minutos no Circuito Gilles Villeneuve.

O esforço de Norris negou à Ferrari um início perfeito para o fim de semana, com Sainz a ser o segundo melhor, à frente do vencedor do Mónaco, Leclerc.

O sete vezes campeão mundial Lewis Hamilton, que conquistou a sua primeira vitória da carreira em Montreal, foi o quarto mais rápido para a Mercedes, à frente do líder do campeonato da Red Bull, Max Verstappen.

Cerca de uma hora antes dos treinos, uma tempestade violenta assolou Montreal, encharcando o circuito da ilha e atirando pedras de granizo aos espectadores. 

A sessão começou com bandeira amarela, enquanto os fiscais trabalhavam para remover a água parada com esfregões e mangueiras, enquanto a chuva continuava a cair. Depois de 25 minutos de espera, a via das boxes foi finalmente aberta, permitindo que os carros saíssem para o recém-revestido circuito, com Hamilton a ser o primeiro a registar um tempo.

Mas quando o sol começava a aparecer e o circuito a secar, a sessão foi interrompida com bandeira vermelha quando Zhou Guanyu, da Sauber, bateu no muro, espalhando detritos pela pista.

Quando a ação foi retomada, os pilotos aproveitaram a rápida melhoria das condições para rodar com pneus slicks, terminando o treino sob um céu ensolarado.

O australiano Jack Doohan, reserva da Alpine, participou no primeiro treino, substituindo Esteban Ocon, que foi informado no início da semana que a Renault não iria renovar o seu contrato para a próxima época.

Mas Doohan, filho do pentacampeão mundial de motociclismo de 500cc Mick e possível substituto do francês, não conseguiu marcar tempo. Ocon estará de volta ao carro para o segundo treino livre de sexta-feira.