Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copa América: Bielsa frisa que não existe "plano B" diante da Colômbia

O técnico uruguaio Bielsa assiste ao jogo
O técnico uruguaio Bielsa assiste ao jogo Reuters
O Uruguai enfrentará o seu adversário mais intenso na Colômbia, disse o técnico Marcelo Bielsa, antes da meia-final da Copa América, na quarta-feira, contra a seleção que está invicta há 27 partidas.

O Uruguai de Bielsa chega ao jogo no Estádio Bank of America, em Charlotte, depois de uma dura vitória nos penáltis sobre o Brasil, pentacampeão mundial.

A Colômbia, derrotada pela última vez em 2022 pela Argentina, goleou o Panamá por 5-0 nos quartos de final, liderada por James Rodriguez, que está de volta ao topo de seu jogo.

"A Colômbia é um grande rival, está numa série de resultados positivos, e também há conhecimento entre o plantel e o treinador", disse Bielsa em conferência de imprensa na terça-feira: "É claro que ter jogado contra o Brasil só pode ser visto de uma forma, como a competição mais exigente, assim como a Colômbia. É uma equipa que tem jogadores fortes, um sistema de jogo consolidado e que tem muito tempo e trabalho coletivo por trás, o que dá ao estilo uma certa unidade."

Uruguai x Colômbia: histórico de confrontos diretos
Uruguai x Colômbia: histórico de confrontos diretosFlashscore

O antigo treinador do Leeds United acrescentou que não tem um "plano B" para travar o ataque colombiano, o melhor do torneio com 11 golos.

"Imaginamos os jogos impedindo o adversário de atacar e tentando atacar", disse: "Perguntam sobre o plano B, mas não há plano B. Temos de fazer o melhor que pudermos. A realidade é que não se pode prever, mas tentar fazer o que é mais conveniente para o tipo de jogo que se joga melhor. A Colômbia ataca melhor do que defende, mas nós dois sabemos que temos de nos defender e aí Deus dirá."