Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Euro-2024: Multidão festeja o apuramento português na baixa do Porto

Porto festejou apuramento de Portugal no Euro-2024
Porto festejou apuramento de Portugal no Euro-2024CM Porto
Centenas de adeptos da seleção portuguesa reuniram-se este sábado na baixa do Porto para celebrar a vitória diante da Turquia (3-0) e o apuramento luso para os oitavos de final do Campeonato da Europa de futebol.

Com ecrã gigante montado no Largo Amor de Perdição, na Cordoaria, foram muitos os que, à semelhança da estreia frente à República Checa (2-1), aproveitaram a oportunidade para sentir as emoções da partida em espírito de multidão, quase como se de um estádio se tratasse.

Em véspera da noite de São João, os portuenses nem por isso foram poupados nas cervejas, nos cânticos e na forma entusiástica com que festejaram cada um dos três golos que permitiram a Portugal carimbar já hoje o primeiro lugar do Grupo F do Euro2024.

Mariana, que trazia consigo os seus dois filhos, elogiou o ambiente e união gerados em torno da seleção e, ainda que não seja a mais ávida seguidora do desporto, mostrou-se muito contente com a experiência.

"Eu nem ligo muito ao futebol, ligam mais os pequenitos, que são portistas ferrenhos. Eles adoram vir cá. Quando joga a seleção, é diferente. Esta união que se gera em torno da equipa é especial. Às vezes, acho que falta um pouco esse orgulho no nosso país e esta equipa traz isso. Ainda por cima numa tarde de sábado, com este sol. Já tínhamos vindo aqui no jogo com a República Checa, mas hoje foi melhor, até pelos golos", constatou.

Um grupo de jovens adultos discutia, de forma entusiasmada e para atenção das pessoas a seu redor, as escolhas de Roberto Martínez para o 'onze inicial', contestando de forma unânime a titularidade de Bernardo Silva, que viria a marcar o golo inaugural e ser eleito pela UEFA como 'homem do jogo'.

Quando Bernardo Silva assinou o primeiro para a seleção das 'quinas', à passagem do minuto 21, o sentimento de êxtase misturou-se com algumas risadas. Miguel, que assumiu as rédeas de porta-voz do grupo, deu "o braço a torcer" em relação ao extremo do Manchester City.

"Ele esteve bem hoje e marcou um excelente golo. Mas continuo a achar que o Francisco Conceição dá mais e o rendimento do Bernardo na seleção é muito inferior àquele que mostra no Manchester City. Mas, vá, hoje dou o braço a torcer ao senhor selecionador", disse, entre risos bem-humorados.

Após o autogolo insólito de Samet Akaydin (28 minutos) e o tento da tranquilidade por parte de Bruno Fernandes (56), os cânticos intensificavam-se e o clima de folia retirava as atenções do próprio jogo - nem um problema técnico no ecrã, que impediu a visualização do jogo durante alguns minutos, impedia que o "Portugal alé" ecoasse.

Pepe, que, aos 41 anos, tornou-se o jogador mais velho de sempre a disputar um Europeu, foi sempre o mais acarinhado pelo público portuense a cada intervenção, fosse um passe ou um corte cirúrgico, e o momento em que foi substituído por António Silva, aos 83 minutos, permitiu uma grande ovação de homenagem ao defesa central.

"Para mim, ninguém esteve melhor do que ele hoje, o que é impressionante para a sua idade. Percebo os motivos da saída, mas penso que o FC Porto e todos os portistas vão sentir muita falta dele", lamentou Rui, que trazia vestida uma camisola da seleção portuguesa com o nome do defensor nas costas.

O primeiro lugar de Portugal no grupo foi consumado, ainda com o encontro frente à Geórgia por disputar - agendado para a próxima quarta-feira -, e está definido que o adversário seguinte, nos oitavos de final, será um dos melhores terceiros classificados.

As pessoas presentes na Cordoaria (Porto) mostraram-se, na sua generalidade, muito satisfeitas e otimistas com o nível exibicional da seleção e também os resultados positivos, restando ao conjunto de 26 jogadores tentar corresponder às altas expectativas de uma nação em torno do Campeonato da Europa de futebol.

Recorde o Turquia-Portugal