Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ivan Hasek, selecionador da República Checa: "Estou contente por termos dificultado a vida de Portugal"

Ivan Hasek, selecionador da República Checa
Ivan Hasek, selecionador da República ChecaAFP
Portugal venceu a República Checa, esta terça-feira, com reviravolta, e com o 2-1 a chegar apenas aos 90+2 minutos, por Francisco Conceição.

Ivan Hasek (selecionador da República Checa):

“Obviamente estamos desapontados por conceder um golo já perto do fim. Temos de levantar a cabeça, melhorar, porque nem tudo foi bem feito, e prepararmo-nos para o próximo jogo, mas merecíamos o empate."

"Claro que existiam nervos. Estou contente por termos dificultado a vida de Portugal, não demos muitos espaços e a nossa defesa esteve bem. Defendemos muito baixo algumas vezes, não queríamos, mas Portugal tem muita qualidade no ataque. A primeira parte não foi boa, melhorámos na segunda, mas infelizmente perdemos. Foi pena não termos conseguido pelo menos um ponto."

"Queiramos ter a equipa mais subida, mas Portugal dominou e empurrou-nos para trás. Quando tínhamos a bola, queríamos subir, atacar, mas alguns maus passes deram oportunidade de Portugal recuperar a bola. Não podemos perder assim a bola, é algo a corrigir."

"Jogámos contra uma das melhores seleções do mundo e fiquei muito irritado por conceder um golo já tão perto do fim."

"Cristiano Ronaldo? É incrível que, com a idade que tem, continue a jogar desta forma. É um génio. A forma como consegue num curto espaço de terreno arranjar forma de atirar à baliza é incrível. É um dos melhores jogadores de todos os tempos, sem dúvida”.

Recorde as incidências da partida