Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Trabalho para ter sorte, talento para calar o muro vermelho: Portugal vence Turquia

Atualizado
Cristiano Ronaldo esteve perto de marcar mas ainda fez uma assistência, igualando as oito de Poborsky
Cristiano Ronaldo esteve perto de marcar mas ainda fez uma assistência, igualando as oito de PoborskyOpta by Stats Perform/AFP
Portugal venceu este sábado a Turquia, por 3-0, na 2.ª jornada do Grupo F do Euro-2024, e carimbou o apuramento para os oitavos de final, assegurando desde já o primeiro lugar. Bernardo Silva inaugurou o marcador aos 21 minutos, com um ressalto em Kokçu, Akaydin fez o 2-0 num autogolo caricato, o segundo a bafejar Portugal, em dois jogos, aos 28', e na segunda parte Cristiano Ronaldo serviu de bandeja Bruno Fernandes para o 3-0, aos 56 minutos.

Recorde as incidências da partida

Notas finais dos jogadores
Notas finais dos jogadoresFlashscore

Roberto Martínez fez apenas uma alteração em relação ao onze inicial com a República Checa, mas essa mudança serviu para mudar por completo o figurino da Seleção Nacional. Diogo Dalot deu o lugar a João Palhinha, Portugal regressou ao 4x3x3, Nuno Mendes voltou à lateral esquerda e a dupla Bruno Fernandes e Vitinha voltou a contar com um guarda-costas à altura. Do lado da Turquia, conforme Vincenzo Montella tinha alertado na conferência de imprensa de antevisão, Arda Guler começou no banco, devido a problemas físicos.

Portugal começou bem, logo aos 2 minutos Bruno Fernandes lançou Cristiano Ronaldo, que rematou à figura de Bayindir. O mesmo Bruno Fernandes, aos 4', rematou contra um defesa turco, antes de Akturcoglu, aos 6 minutos, quase colocar a Turquia na frente - valeu o corte crucial de Rúben Dias.

A partir daí Portugal estabilizou o jogo, teve mais posse de bola, tentou combinações curtas e aos 21 minutos chegou mesmo ao golo: Rafael Leão na jogada, sempre ele nos desequilíbrios, a lançar Nuno Mendes, que cruzou da esquerda para a área onde Bernardo Silva surgiu para uma segunda bola, após tentativa de corte de Kokçu, assinando o 1-0.

A Seleção Nacional ganhou ainda mais confiança, o jogo fluiu ainda melhor, os passes saíam certos, as segundas bolas caíam para o lado luso e, aos 29 minutos, houve até sorte para as cores nacionais, quando após um corte de João Cancelo, Akaydin tentou atrasar para o guarda-redes, que estava deslocado, e acabou por fazer um autogolo caricato. 2-0 para Portugal, sexto autogolo do Euro-2024, o segundo a beneficiar a Seleção Nacional.

A Turquia tentou reagir, aos 31 minutos Akturkoglu conseguiu fugir a João Cancelo, pela esquerda, e rematou forte, rasteiro, para bela intervenção de Diogo Costa, dez minutos antes de Kokçu tentar a sorte de meia distância, para nova bela intervenção do guarda-redes português. Portugal conseguiu guardar o 2-0 até ao intervalo, uma vantagem de dois golos a meio de uma partida de uma fase final, algo que aconteceu apenas pela segunda vez na história, após o triunfo com a Croácia a 19 de junho de 1996.

Estatística ao intervalo
Estatística ao intervaloOpta by Stats Perform

Para a segunda parte Roberto Martínez tirou os dois jogadores amarelados de Portugal, João Palhinha e Rafael Leão, para lançar Rúben Neves e Pedro Neto. Do lado turco, Kokçu, médio do Benfica, deu lugar a Yazıcı, que aos 53 minutos registou o primeiro remate da segunda parte, para uma defesa segura de Diogo Costa.

Portugal respondeu com... eficácia: aos 56 minutos, grande passe de João Cancelo a isolar Cristiano Ronaldo que, descaído para a direita, deixou qualquer egoísmo de lado e ofereceu, de bandeja, o 3-0 a Bruno Fernandes, que só teve de encostar. O capitão de Portugal chegou às oito assistências em fases finais de Europeus, igualando o checo Poborsky.

Aos 66' Cristiano Ronaldo teve também ocasião para marcar, após cruzamento de Bernardo Silva, mas o cabeceamento não saiu com a direção desejada.

Aos 69 minutos, numa altura em que houve invasão de uma criança para abraçar Cristiano Ronaldo, Roberto Martínez lançou Nélson Semedo no lugar de João Cancelo, quando Arda Guler e Yildiz avançaram igualmente na Turquia. Portugal continuo a controlar, a abrandar o ritmo a seu belo prazer, e aos 82 minutos, após mais uma invasão de campo, desta vez de um adulto, novamente com missão cumprida - abraçou Cristiano Ronaldo -, Pepe saiu para o aplauso geral, até dos turcos e de Roberto Martínez ('grande', disse o selecionador) para a entrada do jovem António Silva, antes de também João Neves estrear-se no Euro-2024, substituindo Vitinha aos 88 minutos. 

No mesmo minuto Bernardo Silva deixou-se antecipar pelo guarda-redes e, em cima do minuto 90', viu Demiral negar-lhe o remate perigoso. Até final, tempo ainda para mais uma invasão de campo - foram quatro, no total -, tendo sempre como alvo Cristiano Ronaldo, que foi procurando o seu golo até ao apito do árbitro.

Estatística final e destaques individuais da partida
Estatística final e destaques individuais da partidaOpta by Stats Perform

Tudo correu bem a Portugal, que selou em Dortmund o apuramento para os oitavos de final, assegurando desde já o primeiro lugar do Grupo F. Agora contra a Geórgia, e desde logo sem Rafael Leão, haverá oportunidades para outros.

Homem do jogo Flashscore: Bernardo Silva (Portugal)

O raio de ação de Bernardo Silva, que abriu o marcador
O raio de ação de Bernardo Silva, que abriu o marcadorOpta by Stats Perform/AFP