Um português no onze ideal de estrangeiros da LaLiga, segundo as pontuações Flashscore

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Um português no onze ideal de estrangeiros da LaLiga, segundo as pontuações Flashscore
Bellingham, MVP indiscutível
Bellingham, MVP indiscutível
AFP / Flashscore
O algoritmo estabelece uma pontuação para cada jornada e, após um terço da competição, esta seria o melhor onze com base no desempenho oferecido até agora na LaLiga. Aqueles que jogaram menos de metade dos jogos são deixados de fora.
O melhor onze de estrangeiros no primeiro terço da Liga espanhola
Flashscore

Guarda-redes

Stole Dimitrievski (Macedónia do Norte) - Rayo Vallecano

É uma figura-chave na equipa do sul de Madrid, embora pareça que não vai renovar o seu contrato (expira a 30 de junho de 2024). Os sete golos que sofreu contra o Atleti já fazem parte do passado, como ficou patente no Santiago Bernabéu, onde teve de intervir em algumas ocasiões para manter o 0-0. O macedónio tem cinco jogos sem sofrer golos.

Defesa

Germán Pezzella (Argentina) - Real Betis

Esta é a sua terceira temporada consecutiva no clube sevilhano e está cada vez mais consolidado no plantel. Além disso, a seleção albiceleste conseguiu corrigir, ao que parece, seu problema com as expulsões (três cartões vermelhos seguidos na temporada passada, uma verdadeira desvantagem para qualquer equipa).

Jules Koundé (França) - Barcelona

Dá a sensação de não estar no seu melhor momento. No entanto, o Flashscore recompensa o bom papel coletivo e já marcou um golo. A questão dos cartões amarelos é bastante penalizadora e o francês, que foi um pouco visado contra o Deportivo Alaves, ainda não recebeu nenhum.

João Cancelo (Portugal) - Barcelona

O português está a corresponder às expectativas: esperava-se que tivesse a profundidade que sempre o caracterizou e já abriu a conta de golos e assistências. O lugar no flanco direito está praticamente garantido e tornou-se um jogador transcendental para o treinador catalão.

As estatísticas de João Cancelo
Flashscore

Daley Blind (Países Baixos) - Girona

Apesar de estar a jogar como defesa central (e muito bem), até porque já perdeu a velocidade, tem condições suficientes para jogar no lado esquerdo e é, entre os que podem jogar aí, aquele que está a fazer melhor. Jogou no Ajax, no Manchester United e no Bayern de Munique, uma trajetória ao alcance de muito poucos.

Meio-campo

Ivan Rakitic (Croácia) - Sevilha

Uma das estrelas do clássico contra o Real Betis, Rakitic esteve envolvido em três dos golos marcados pelo Sevilha, que ainda precisa de encontrar o caminho das vitórias. Pelo meio a tanta mediocridade, o médio, um dos líderes do balneário, destaca-se em momentos importantes.

Jude Bellingham (Inglaterra) - Real Madrid

Estrela indiscutível da competição até este momento, é também o melhor dos recém-contratados. É também, nem mais nem menos, do que o atual melhor marcador (10 golos) e tem um desempenho muito acima da lógica. Ninguém poderia prever uma chegada tão triunfal e o antigo jogador do Borussia Dortmund impôs-se em tempo recorde.

Bellingham soma e segue no Real Madrid
Flashscore

Takefusa Kubo (Japão) - Real Sociedad

Grande parte do sucesso da equipa de San Sebastián tem a ver com a magia e a verticalidade do jogador japonês, que encontrou a sua melhor forma sob as ordens de Imanol Alguacil. Já não é uma surpresa para ninguém, porque mostrou há meses o contributo que pode dar. Está a caminho de melhorar os números de 2022/23, embora esteja a passar por uma pequena seca de golos.

Yangel Herrera (Venezuela) - Girona

Está a desempenhar um papel muito importante sob o comando de Míchel Sánchez e está entre os melhores marcadores da equipa. Algo fundamental no seu caso é o facto de ter continuidade, ao contrário do que acontecia no passado devido a lesões. Foi decisivo, por exemplo, na visita ao Sevilha e no jogo contra o Celta de Vigo.

Atacante

Antoine Griezmann (França) - Atlético de Madrid

É um dos jogadores mais experientes da LaLiga e é o jogador mais desequilibrador de uma equipa que aspira a estar entre os candidatos ao título, porque tem as ferramentas para o fazer. Já apontou oito golos e é mais do que capaz de ultrapassar os 15 da época passada, embora lhe seja mais difícil fazer o mesmo no capítulo das assistências (fez 15 e tem apenas uma).

Sávio Moreira (Brasil) - Girona

Quase ninguém o conhecia antes de aterrar na Catalunha e agora é um dos nomes mais falados. Foi fundamental na primeira eliminatória da Copa d'El Rey e está a ser transcendental no campeonato. A sua grande carta de apresentação na Europa, porque no PSV Eindhoven jogou muito pouco, vai fazer com que tenha uma boa mão-cheia de candidatos no próximo mercado (pertence ao Grupo City).