Catar-2022: O Mundial que mudou a vida do Atlético de Madrid

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Catar-2022: O Mundial que mudou a vida do Atlético de Madrid
Jogadores do Atleti festejam a passagem aos oitavos de final da Champions
Jogadores do Atleti festejam a passagem aos oitavos de final da Champions
Club Atlético de Madrid
Na final do Campeonato do Mundo do Catar, o Atlético Madrid foi a equipa mais representada: Nahuel Molina, Rodrigo De Paul e Ángel Correa venceram a competição com a Argentina, Griezmann foi vice-campeão com a França. Desde então, a trajetória do Atleti tem sido meteórica.

Com a vitória em Roterdão, a equipa de Simeone regressou aos oitavos de final da Liga dos Campeões após o fiasco da época passada. Na LaLiga, com o jogo adiado contra o Sevilha, está a quatro pontos do líder e este domingo visita o Barcelona.

A verdade é que o Campeonato do Mundo ajudou Simeone a reinventar-se. O Atleti, que começou 2023 fora das competições europeias e praticamente sem opções na LaLiga, terminou-o com boas sensações.

Com o aparecimento de Riquelme, que jogou na ala contra o Feyenoord, com a consolidação de Pablo Barrios, com a evolução fulgurante de Samuel Lino e com o melhor momento das carreiras de Morata e Griezmann.

O melhor marcador do Atleti

O Atleti de 2023/2024 é até agora o mais goleador desde que Cholo chegou ao comando técnico. Em 18 jogos, marcou 45 golos, ultrapassando os 43 da época 2013/2014, temporada que terminou com o décimo título de campeão do clube.

Em 2023, depois de um 2022 irregular, os Colchoneros acumularam 25 vitórias, seis empates e cinco derrotas na LaLiga, bem como duas vitórias e uma derrota na Taça e três vitórias e dois empates na Liga dos Campeões.

Além disso, em 2022, após o Campeonato do Mundo, o Atleti venceu o Arenteiro na Taça e o Elche na LaLiga.

O momento de forma do Atlético Madrid
Flashscore