Marco Reus, ídolo do Dortmund, quer deixar o clube com um grande troféu

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Marco Reus, ídolo do Dortmund, quer deixar o clube com um grande troféu

Reus vai deixar o Dortmund no final da época
Reus vai deixar o Dortmund no final da épocaReuters
Considerado há muito tempo um dos jogadores mais talentosos da sua geração, Marco Reus (34 anos), do Borussia Dortmund, não conseguiu obter grandes êxitos numa carreira marcada por lesões, mas o alemão está agora pronto para deixar o clube com o troféu da Liga dos Campeões.

O médio ofensivo vai deixar o Dortmund após 12 anos no clube e espera fazê-lo em alta, no seu último jogo pelo clube, ao vencer o poderoso Real Madrid na final da Liga dos Campeões no Estádio de Wembley, no sábado.

"O Borussia Dortmund é tudo para mim",  disse Reus esta semana.

"Quando se está 12 anos num clube, então tem de significar tudo", sublinhou.

O ex-jogador da seleção alemã, que também passou uma década no clube do Vale do Ruhr como jogador juvenil, marcou 170 golos em 428 partidas pelo Dortmund.

Conhecido pelas suas habilidades sublimes, capacidade de marcação de golos e jogo inteligente, Reus foi apelidado de "lenda viva" pelo treinador do Dortmund, Edin Terzic, capitaneando a equipa durante cinco anos, até 2023, e ganhando duas Taças da Alemanha.

Reus tem sido um dos pilares da equipa do Dortmund
Reus tem sido um dos pilares da equipa do DortmundReuters

Mas, além destes troféus, não conseguiu conquistar nenhum outro pelo clube ou pela seleção, numa carreira constantemente prejudicada por lesões graves.

Perdeu a vitória da Alemanha no Campeonato do Mundo de 2014, depois de sofrer uma lesão no último jogo de preparação antes de partir para o Brasil, enquanto outras lesões o excluíram do Euro-2016 e do Campeonato do Mundo de 2022.

Reus também perdeu o troféu da Bundesliga em 2023, depois de o então líder Dortmund ter escorregado contra o Mainz 05 na última jornada.

"Marco esteve aqui 12 anos como profissional e também como jovem. Ainda não está acabado", disse o treinador Terzic.

"Em Londres, quer viver um jogo incrível com um resultado positivo para completar o círculo. Preciso dele no sábado. Preciso das suas qualidades porque ele tem essa experiência e já jogou neste palco antes", acrescentou.

Reus não é estranho a uma final da Liga dos Campeões ou a Wembley, tendo perdido a final de 2013 para o Bayern de Munique.

"Isso foi há 11 anos. Agora é um adversário diferente e jogadores diferentes", disse Reus.

"Há piores formas de terminar a carreira num clube do que começar com uma final da Liga dos Campeões em 2013 e terminar com uma final da Liga dos Campeões em 2024", lembrou.

Siga a final da Liga dos Campeões no Flashscore