Onze da 22.ª jornada para o Flashscore: O perfeito aparecimento de David Neres

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Onze da 22.ª jornada para o Flashscore: O perfeito aparecimento de David Neres
David Neres teve nota máxima frente ao Vizela
David Neres teve nota máxima frente ao Vizela
AFP/Flashscore
Desde o final da época passada, o Flashscore passou a atribuir notas aos jogadores das principais competições europeias e mundiais, entre as quais a Liga Portugal. Aproveitando esta ferramenta, o Flashscore Notícias compilou o melhor onze da 22.ª ronda do campeonato português, com David Neres, de volta ao onze inicial, a brilhar com nota máxima.
O onze da 22.ª jornada da Liga Portugal
Flashscore

Guarda-redes:

Ricardo Velho (Farense) - 7.8

O Farense saiu derrotado de Braga, mas não foi por culpa de Ricardo Velho. O guarda-redes mantém o estatuto de revelação das balizas da Liga Portugal e voltou a mostrar-se a grande nível. Na primeira parte, defendeu o penálti de João Moutinho e contrariou Cristiano Ronaldo, que disse que o médio do SC Braga "bate bem".

Defesas:

João Mário (FC Porto) - 8.3

Num jogo que ficou marcado pela lesão grave de Zaidu, que não volta a jogar esta temporada, João Mário mostrou que, no corredor direito, caso consiga manter-se afastado dos problemas físicos da época passada, Sérgio Conceição não tem motivos de preocupação. O internacional português jogou com rotação alta e foi sempre muito interventivo no ataque, acabando premiado pelo lance do golo, depois de também ter tido influência no 1-0.

Nicolás Otamendi (Benfica) - 7.9

A vitória incontestável do Benfica frente ao Vizela teve importância extrema dos homens de ataque, mas na defesa continua a ser Otamendi a destacar-se. O líder das águias teve nova companhia no eixo, em virtude da ausência de António Silva, mas exibiu-se ao nível habitual, acabando por apontar o segundo golo na Liga Portugal esta temporada.

José Fonte (SC Braga) - 7.8

Um dos problemas do SC Braga esta temporada tem estado no eixo defensivo e José Fonte não está isento de culpas. No entanto, na receção ao Farense, o experiente defesa-central esteve ao seu nível mais habitual e mostrou que Artur Jorge pode contar com o jogador de 40 anos nesta altura de alguma incerteza e irregularidade exibicional.

As recuperações de José Fonte frente ao Farense
LUSA/Opta by Stats Perform

Filipe Relvas (Portimonense) - 7.8

Tal como a época do Portimonense, também a temporada de Filipe Relvas tem sido marcada por alguma inconsistência. O defesa de 24 anos já mostrou que pode ser um dos bons centrais da Liga Portugal e numa linha a três acaba por ter maior preponderância ofensiva, como atestam os números do empate a uma bola entre o Portimonense e o Vitória SC.

A exibição de Filipe Relvas frente ao Vitória SC
Portimonense/Opta by Stats Perform

Médios:

Rafa Silva (Benfica) - 8.4

Apesar da pista deixada por Rafa já esta temporada, ainda não é garantido que o internacional português deixe o Estádio da Luz no final da época. Caso aconteça, é inegável que o extremo vai fazer falta à equipa de Roger Schmidt. Em apenas 45 minutos, fez uma assistência e um golo na receção ao Vizela. Depois teve direito a descansar uma parte inteira já a pensar nos próximos jogos, o que comprova a importância no plantel benfiquista.

Morita (Sporting) - 7.9

Rúben Amorim tem gerido a utilização de Morita depois da participação na Taça Asiática, mas o trabalho invisível do japonês de 28 anos é de extrema importância para o conjunto leonino. Abriu a partida a marcar um golo fortuito, mas depois teve o trabalho habitual num meio-campo onde mostra cada vez melhor entendimento com Morten Hjulmand.

O mapa de passes de Morita
Sporting/Opta by StatsPerform

Galeno (FC Porto) - 8.6

A poucos dias de voltar a uma prova na qual está habituado a brilhar, Galeno carburou os motores frente ao Estrela da Amadora, com um golo e uma assistência decisivos no regresso às vitórias do FC Porto na Liga Portugal. O extremo brasileiro tem um rendimento oscilante, mas aposta em terminar a época em grande.

Avançados: 

Jhonder Cádiz (Famalicão) - 8.3

O Famalicão ainda procura subir na tabela da Liga Portugal e para isso nada melhor do que ter um goleador a viver um bom momento de forma. Com dois golos de cabeça na abertura da jornada, Cádiz está a dois do registo da época passada e já leva quatro golos marcados nas últimas cinco jornadas.

Hélio Varela (Portimonense) - 8.3

Hélio Varela tem sido uma agradável surpresa desta edição da Liga Portugal. O internacional cabo-verdiano resgatado ao Sintrense teve uma época de crescimento nos sub-23 do Portimonense até chegar à equipa principal, onde pegou de estaca ao ponto de renovar contrato até 2026. Ao 23.º jogo da temporada, fez a primeira assistência pela equipa principal com um grande trabalho junto à linha lateral e teve influência decisiva no empate frente ao Vitória SC.

Melhor jogador da 22 .ª jornada: David Neres (Benfica) - 10.0

Voltou a ser titular quase quatro meses depois e o regresso não podia ter sido melhor, até porque a nota Flashscore mostra que foi mesmo perfeito. Os números de David Neres e a questão da luta pela titularidade com Di María já foram tema neste artigo, mas um olhar para o jogo com o Vizela ajuda a mostrar o impacto do internacional benfiquista na manobra ofensiva dos encarnados. Dois golos e duas assistências (já leva sete na Liga Portugal) para somar uns quantos pontos no bloco de notas do treinador alemão.

Os números de David Neres frente ao Vizela
SL Benfica/Opta by Stats Perform

Como são calculadas as notas?