Bernaderschi deixa elogios ao trabalho de Allegri na Juventus: "Estou feliz"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Bernaderschi deixa elogios ao trabalho de Allegri na Juventus: "Estou feliz"
Bernaderschi antes do dérbi italiano: "Esperava que a Juve lutasse pelo Scudetto"
Bernaderschi antes do dérbi italiano: "Esperava que a Juve lutasse pelo Scudetto"
Profimedia
O antigo avançado da Juventus fala da sua relação com Allegri e com os seus antigos companheiros de equipa Vlahovic e Chiesa.

"Se estou surpreendido? Não, porque conheço bem o mundo da Juve, a equipa e Max (Allegri). Já estava à espera e estou feliz". Estas são as palavras de Federico Bernardeschi sobre a atual temporada da Juventus, na qual o antigo avançado da Juventus está convencido de que os Bianconeri podem aspirar ao Scudetto.

Entrevistado pela Gazzetta dello Sport antes do confronto com o Inter, o atual jogador do Toronto exaltou o momento da equipa piemontesa: "Mérito de todos, do clube, da equipa e do treinador. Max é muito bom na gestão e o 3-5-2 é o sistema ideal: a Juve agora tem uma compactação que eu não via há anos. Allegri sempre construiu os Scudettos com base nas características da equipa. Não é verdade que ele não goste de atacar: costumávamos jogar com cinco jogadores ofensivos. Ele simplesmente se adapta aos homens que tem".

Sobre os seus antigos companheiros de equipa

Questionado sobre Vlahovic, Bernardeschi não tem dúvidas:"O Dusan é muito forte, tal como o Chiesa, é correto manter os dois. Ele tem de manter a calma e lembrar-se do jogador que é. Tudo virá com a continuidade, o que é muito importante".

O mesmo se aplica a Federico Chiesa, que vive uma situação diferente na seleção em comparação com a da Juventus: "Já senti isso na pele. Não é uma questão de sistema nem de jogo, a seleção italiana é uma coisa e o clube outra. No campeonato, os jogos são mais táticos e muitas vezes temos de nos sacrificar".

Por fim, uma reflexão sobre o seu futuro, em que pensa num possível regresso ao Allianz Stadium: "Na Juve tornei-me um homem e um futebolista de topo. Um pedaço do meu coração ficou lá. Pela Juve estarei sempre. E depois tenho uma casa em Turim...".