Filipe Luís anuncia retirada do futebol no final da temporada

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Filipe Luís anuncia retirada do futebol no final da temporada
Filipe Luís deixará o futebol após o jogo contra o Cuiabá
Filipe Luís deixará o futebol após o jogo contra o Cuiabá
Profimedia
Aos 38 anos, o lateral-esquerdo Filipe Luís, do Flamengo, anunciou a sua retirada do futebol esta quinta-feira, após duas décadas de uma vitoriosa carreira. Filipe vai pendurar as chuteiras no Flamengo, onde chegou em julho de 2019, depois de 14 anos no futebol europeu.

"Foi uma decisão muito difícil. Quem me conhece sabe que eu sempre disse para os meus amigos, para o meu entorno, que eu gostaria de jogar até os 45, mas infelizmente não é possível", disse Filipe Luís, num vídeo publicado nas redes sociais pelo clube carioca.

"Este ano tive uns problemas físicos que me levaram a ter muita dificuldade em disputar a minha posição, disputar uma vaga na equipa titular. Sempre prometi a mim mesmo que eu, quando não tivesse condições de jogar no mesmo nível, e me sentindo do jeito que eu me sinto no campo, ia tomar a decisão de parar", acrescentou.

Filipe Luís fez parte de uma das eras mais vitoriosas do Rubro-Negro, com a conquista de dez títulos, incluindo dois Campeonatos Brasileiros (2019 e 2020) e duas Taças Libertadores (2019 e 2022). Nas últimas duas temporadas, no entanto, perdeu espaço para Ayrton Lucas, de 26 anos.

Filipe Luís viveu um período mágico no Flamengo
AFP

Filipe Luís irá despedir-se dos adeptos do Flamengo no próximo domingo, no Maracanã, quando a equipa carioca recebe o Cuiabá, na penúltima jornada do Brasileirão, que termina no dia 6 de dezembro. O Flamengo (quarto classificado, com 63 pontos), dirigido pelo técnico Tite, ainda tem hipóteses de chegar ao título, embora o líder Palmeiras (66 pontos) esteja com uma mão na taça.

Futuro treinador?

Pela seleção brasileira, Filipe Luís marcou dois golos em 44 jogos. A sua estreia foi num empate sem golos com a Venezuela, no dia 14 de outubro de 2009, na qualificação para o Mundial-2010. O defesa fez parte do plantel que foi campeão da Taça das Confederações de 2013, embora não tenha entrado em campo, e disputou o Mundial-2018, na Rússia. No ano seguinte, conquistou a Copa América, disputada no Brasil.

A sua melhor fase na carreira foi no Atlético de Madrid, onde chegou após estrear-se como profissional em 2003, no Figueirense, e passar por Real Madrid Castilla (2005-2006) e Deportivo La Coruña (2006-2010).

Filipe Luís defendeu o Atlético entre 2010 e 2019, exceto na temporada 2014/15, quando saiu para o Chelsea e foi campeão da Premier League e da Taça da Liga Inglesa.

Tornou-se ídolo colchonero ao levantar sete títulos com a equipa, sob comando do técnico argentino Diego Simeone: três Supertaças Europeias (2010, 2012 e 2018), duas Ligas Europa (2012 e 2018), uma Taça do Rei (2013) e um Campeonato Espanhol (2014).

Filipe Luís treinando no Ninho do Urubu
AFP

Nos últimos anos, mostrou interesse em tornar-se treinador. Após a retirada, Filipe Luís deve mesmo passar a exercer um cargo na estrutura do Flamengo.

"Quero fechar esse capítulo e começar uma nova história no futebol, onde eu vivi todas as emoções possíveis. Portanto, nunca te abandonarei, até breve", disse Filipe Luís.