Serie A: Juventus e Inter empatam (1-1) e deixam tudo igual na frente

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Serie A: Juventus e Inter empatam (1-1) e deixam tudo igual na frente
Vlahovic abriu o marcador para a Juventus aos 27 minutos
Vlahovic abriu o marcador para a Juventus aos 27 minutos
AFP
Juventus e Inter Milão dividiram os estragos do Derby d'Italia, com os nerazzurri a manterem a liderança da Serie A e a aumentarem para 10 jogos a sua série invicta em todas as competições.

Recorde as incidências da partida

Notas finais dos jogadores
Flashscore

Ambas as equipas começaram a temporada de forma fulgurante, e é a primeira vez na história que os dois clubes se defrontam com pelo menos 29 pontos antes da 14.ª jornada. Animados por um público fervoroso no Estádio Allianz, os Bianconeri foram os mais rápidos a sair das armadilhas e estiveram perto de abrir o marcador logo no início do jogo, quando Federico Chiesa rematou para fora.

No entanto, Chiesa daria a assistência para o golo inaugural aos 27 minutos, escolhendo soberbamente Dušan Vlahović, que despachou clinicamente, com o pé direito, para o canto inferior a baliza do Inter. O golo pôs fim a uma seca de oito jogos sem marcar pelo clube e pelo país, depois de o sérvio ter aproveitado o excelente cruzamento de Chiesa.

Mas a vantagem dos anfitriões não durou muito, pois o Inter empatou apenas seis minutos depois, com um golo de grande qualidade graças a Lautaro Martínez. O argentino marcou um golo de ângulo sublime a partir de um cruzamento de Marcus Thuram, no final de um ataque fulgurante dos visitantes, aos 33 minutos.

A intensidade do jogo abrandou perto do intervalo, depois de as duas equipas terem trocado golos na primeira parte, nesta batalha de dois pesos pesados italianos.

Thuram teve um primeiro contacto com a baliza após o recomeço, mas rematou para as mãos de Wojciech Szczęsny, depois de uma bela jogada de ligação entre Nicolò Barella e Hakan Çalhanoğlu. O lance assinalou uma fase impressionante do jogo para os nerazzurri, que estavam a passar a bola com confiança. O público estava a ficar cada vez mais irritado com a quantidade de posse de bola do Inter, mas Szczęsny não foi incomodado na baliza da Juve.

Massimiliano Allegri procurou, por isso, refrescar o seu ataque com a introdução de Arkadiusz Milik e Moise Kean para os lugares de Chiesa e Vlahović, sabendo que apenas uma vitória os impulsionaria para o topo da Serie A.

A segunda parte não teve a intensidade da primeira, o que não foi muito importante para a equipa de Simone Inzaghi, que manteve os Bianconeri à distância, conservando assim os dois pontos de vantagem no topo da tabela.

Já os anfitriões desperdiçaram a chance de conquistar a sexta vitória consecutiva na Serie A e a oportunidade de ultrapassar o adversário.

Estatística final da partida
Opta by Stats Perform