Serie A: Nápoles vence Sassuolo (2-0), Lazio perde frente ao Genova (0-1)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Serie A: Nápoles vence Sassuolo (2-0), Lazio perde frente ao Genova (0-1)
Atualizado
Osimhen voltou a faturar, desta vez de penálti
Osimhen voltou a faturar, desta vez de penálti
AFP
Nas últimas partidas do dia, o Nápoles triunfou na receção ao Sassuolo e continua nos lugares cimeiros, e o Genova venceu em casa da Lazio pela margem mínima. De resto, foi preciso um grande Vlahovic para salvar a Juventus depois de um primeiro tempo em que o Bolonha se superiorizou e com os visitantes a reclamarem um penálti - claríssimo - no segundo tempo antes do golo do empate. Já a Fiorentina só apareceu durante a primeira parte e vencia por 2-0 ao intervalo, mas permitiu a reação do Lecce na segunda parte e desperdiçou a hipótese de somar a segunda vitória.

Nápoles 2-0 Sassuolo

Com Mário Rui no banco de suplentes, o Nápoles entrou com tudo na partida e, logo aos 16 minutos, beneficiou de uma grande penalidade, a castigar falta sobre Politano. Na cobrança, Victor Osimhen não vaciolou, e atirou colocado para o primeiro golo da partida.

Já na segunda parte, Maxime Lopez foi expulso e a partida ficou mais complicada para o Sassuolo. Ainda assim, Raspadori desperdiçou uma grande penalidade, aos 60 minutos, mas Giovanni Di Lorenzo fez o 2-0 final pouco depois, a passe de Khvicha Kvaratskhelia.

Com este resultado, o campeão italiano junta-se a Milan e Hellas Verona na liderança, com seis pontos, ao passo que o Sassuolo continua sem qualquer ponto somado.

Lazio 0-1 Genova

Em Roma, a Lazio recebeu o Genova e contou com Saná Fernandes no banco de suplentes. A partida ficou resolvida na fase inicial, já que o internacional italiano Mateo Retegui fez o único golo do encontro aos 16 minutos.

Esta vitória permite ao Genova somar o primeiro triunfo nesta edição da Serie A e subir ao 11.º lugar. Já a Lazio está na cauda da tabela, com duas derrotas em duas jornadas.

Juventus 1-1 Bolonha

Depois da vitória por 0-3 no terreno da Udinese, os Bianconeri apresentaram-se de forma muito diferente perante o seu público, sem conseguir deixar a sua marca na primeira parte. Essa, pertenceu toda à turma da Thiago Motta que ameaçou por várias vezes antes de chegar à vantagem. 

Escolhas iniciais e pontuações no final do encontro
Flashscore

Aos 24 minutos, uma tabela entre Lewis Ferguson e Zirkzee estendeu a passadeira para o primeiro marcar na cara de Perin. Excelente assistência do neerlandês para o escocês, uma dupla que deu muito que fazer à defesa anfitriã durante a primeira parte.

Ao intervalo, o plantel de Allegri foi recebido no relvado com assobios vindos das bancadas, o que parece ter abanado os homens da casa. Seis minutos volvidos e Vlahovic marcou de cabeça, mas estava em fora de jogo. 

A Juve começou a amealhar oportunidades de golo, tentando a sorte com remates de Chiesa, Fagioli e o reforço Weah. Do outro lado, o Bolonha ainda ficou perto de matar o jogo, quando Dan Ndoye foi derrubado na pequena área por Illing Junior ao preparar-se para encostar uma recarga. Um carga nas costas que podia e devia ter sido castigada com grande penalidade, mas o VAR assim não entendeu.

Galvanizados com o susto, os Bianconeri voltaram à carga e conseguiram o empate num bom cruzamento de Illing correspondido por um excelente cabeceamento de Vlahovic, que salvou a equipa de um escândalo.

Ainda assim, o Bolonha somou oportunidades para vencer o jogo, mas Danilo foi o bombeiro de serviço e segurou o ponto.

Fiorentina 2-2 Lecce

Três dias depois da derrota em Viena, ante o Rapid, para a Liga Conferência, os Viola estrearam-se em casa com o objetivo de continuar a deixar boa impressão após a vitória com o Génova na jornada inaugural. De realçar que Amrabat continua fora da equipa, numa altura em que tenta forçar a sua saída. 

Do outro lado, estava um candidato à descida que, no entanto, surpreendeu e venceu a Lazio no primeiro encontro.

Escolhas iniciais e pontuações no final do encontro
Flashcore

Apenas três minutos tinham passado quando a equipa da casa abanou as redes, num bom cabeceamento do muito pretendido Nico González após pontapé de canto. A Fiore divertia-se e jogava bem, controlando totalmente a partida, acabando por dilatar a vantagem aos 24 minutos, com o golo de Alfred Duncan - que fez a assistência para o primeiro -, novamente de cabeça,

Mas tudo mudou na segunda parte: as entradas de Dorgu e Kaba mexeram com os Salentini que reduziram logo aos 49 minutos. Hamza Rafia roubou a bola a um displicente Arthur e, de seguida, disparou ao ângulo sem hipótese de defesa para Christensen. Que golaço.

O golo trouxe moral aos visitantes e causou desconforto nos locais, que não encontraram forma de responder. Aos 72 minutos, o treinador do Lecce lançou o reforço chegado apenas esta semana Krstovic que só precisou de quatro minutos para fazer a diferença. O montenegrino construiu a jogada, soltou para Banda e correu para a área, onde finalizou de cabeça o cruzamento preciso do companheiro. Melhor estreia era difícil.

A Fiorentina ainda reclamou uma grande penalidade não atendida e nem os oito minutos de compensação foram capazes de desatar o nó. Como tal, ambas equipas seguem com quatro pontos na classificação.