Futsal: Sporting goleia Benfica (7-3) no dérbi da 15.ª jornada do campeonato

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Futsal: Sporting goleia Benfica (7-3) no dérbi da 15.ª jornada do campeonato
Sporting levou a melhor no dérbi com o Benfica no João Rocha
Sporting levou a melhor no dérbi com o Benfica no João Rocha
Sporting CP
O Sporting venceu este sábado o Benfica, por 7-3, na 15.ª jornada do campeonato, no dérbi disputado no Pavilhão João Rocha. Os leões até começaram a perder, deram a volta ainda na primeira parte e dispararam para a goleada no segundo tempo. Tomás Paçó (2), Zicky Té (2), Pauleta, Alex Merlim e Tatinho marcaram para os leões, com Chishkala e Arthur (2) a assinarem os golos das águias.

Recorde as incidências da partida

Resultado final
Flashscore

Dérbi da 15.ª jornada do campeonato nacional, no Pavilhão João Rocha. O Sporting, com cinco vitórias consecutivas em todas as competições, recebeu o Benfica, que nos últimos oito jogos perdeu três - Eléctrico, SC Braga e Sporting, este último na final da Taça da Liga.

Os leões, de resto, também perderam no primeiro jogo do ano, diante do SC Braga, e também não conseguiram ultrapassar os alentejanos do Elétrico (2-2), deixando assim fugir o SC Braga que, nesta 15.ª ronda, venceu o Torreense por 4-2.

A jogar em casa o Sporting entrou forte e, depois de Zicky Té ter obrigado Léo Gugiel a uma defesa a dois tempos, Pauleta, aos 2 minutos, rematou ao poste da baliza do Benfica.

Responderam os encarnados, primeiro com remate de Léo Gugiel, aos 3', e depois com Chishkala a obrigar Henrique a defesa apertada, aos 4'. Aos 7' foi Sokolov a ficar perto do 1-0 para o Sporting, mas Léo Gugiel levou a melhor.

Aos 8' surgiu mesmo o primeiro golo do dérbi e para o Benfica, com Arthur a servir Chishkala que, com um remate forte e em zona frontal, fez o 1-0.

A resposta do Sporting, porém, foi imediata e, menos de um minuto depois, Zicky Té rematou e, na recarga, Pauleta, já dentro da área, bateu Léo Gugiel e fez o 1-1.

Aos 10' foi Henrique a brilhar na baliza do Sporting, defendendo o remate de Jacaré, antes de aos 12' parar o remate de Arthur. Aos 13' Zicky Té arrancou da área leonina e só parou do outro lado, com o remate a sair desenquadrado.

No mesmo minuto, o Sporting beneficiou de um livre direto, em posição privilegiada, Nuno Dias pediu pausa técnica, trabalhou o lance e a jogada resultou no 2-1: Alex Merlim bateu o livre, Zicky Té ficou solto e rematou para a reviravolta.

Reagiu o Benfica, aos 15', com Edmilson Kutchy a rematar forte para defesa de Henrique, antes de Sokolov trabalhar bem, da direita, e rematar para defesa de Léo Gugiel. À entrada para o último minuto, Jacaré teve ocasião soberana para o 2-2 mas Henrique negou o empate, numa primeira parte que não terminou sem o mesmo Jacaré cometer a quinta falta do Benfica e ver o cartão amarelo.

A segunda parte começou praticamente com a expulsão de Diego Nunes, aos 22 minutos, deixando o Benfica reduzido a quatro jogadores durante cerca de um minuto, quando Merlim, Taynan e Zicky Té combinaram para construir o golo de Tomás Paço, aos 23 minutos.

Aos 24' o Benfica respondeu de imediato, com Arthur, depois de passar por Alex Merlim, a bater Henrique e a fazer o 3-2.

No mesmo minuto, porém, Alex Merlim assinou o 4-2, servido por Henrique num lance em que Léo Gugiel pareceu mal batido.

Após a pausa técnica pedida pelo Benfica, Arthur bisou na partida, ainda dentro do minuto 24', depois de uma combinação com Jacaré, a fazer o 4-3.

Quem também bisou, mas aos 25', foi Zicky Té que, depois de receber a bola de Tomás Paçí, rodou sobre o adversário e voltou a colocar o marcador nos dois golos de diferença, fazendo o 5-3.

Aos 29 minutos foi a vez de Tatinho estrear-se a marcar com a camisola do Sporting, e logo num dérbi, a fazer o 6-3 para o Sporting, na sequência de um livre lateral.

Ainda antes dos 30', os leões chegaram mesmo ao 7-3, numa altura em que o Benfica adiantou Léo Gugiel e Tomás Paçó, aproveitando esse adiantamento, recuperou uma bola e fez o remate a trinta metros da baliza, bisando igualmente no dérbi.

A reação do Benfica surgiu aos 32 minutos, com Edmilson Kutchy a rematar ao poste. Aos 35' foi Arthur a tentar o golo num remate de longe, que passou ao lado, antes de Tatinho, aos 36', ter tido ocasião soberana para bisar, mas rematou desviado. Aos 38' Higor obrigou o guarda-redes do Sporting a uma defesa junto ao solo.

Classificações de Sporting e Benfica
Flashscore