Luís Castro alvo da fúria dos adeptos após empate do Botafogo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Luís Castro alvo da fúria dos adeptos após empate do Botafogo

Luís Castro contestado pelos adeptos
Luís Castro contestado pelos adeptosVítor Silva/Botafogo
O conjunto carioca não foi além de um empate com a Portuguesa nas meias-finais da Taça do Rio. Questionado sobre a demissão, o treinador português desdramatizou a situação.

Vida complicada para Luís Castro. Depois de ter falhado os quatro primeiro lugares do Campeonato Carioca, o Botafogo viu-se obrigado a disputar a Taça Rio, torneio de consolação que garante o acesso à Taça do Brasil em 2024, para o campeão.

Na primeira mão da meia-final, o conjunto do Rio de Janeiro não foi além de um empate sem golos na visita à Portuguesa e no final os adeptos não perdoaram o treinador português. As imagens da TV Globo captaram um adepto a atirar um copo a Luís Castro enquanto este se dirigia para os balneários. Surpreendido pela situação, o treinador português foi escoltado pela polícia, enquanto era alvo de insultos.

O futebol é feito de emoções que geram sentimentos e resultam em palavras e atos. Não vou criticar ou elogiar, sei bem o contexto do futebol brasileiro em que estou inserido. As minhas reflexões já foram feitas”, explicou.

Questionado sobre a possibilidade de ser demitido, Luís Castro desdramatizou a situação.

Todos nós temos momentos menos bons na vida e a saída é sempre uma opção. A única coisa que me preocupa é a forma séria como me dedico ao trabalho. Nesta profissão nunca existe unanimidade. Neste jogo faltou eficácia, mas o que me interessa é o trabalho diário e aí não tenho nada a apontar aos jogadores”, atirou.