MotoGP: Jorge Martín vence corrida sprint, Marc Márquez deu espetáculo, Miguel Oliveira foi 11.º

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

MotoGP: Jorge Martín vence corrida sprint, Marc Márquez deu espetáculo, Miguel Oliveira foi 11.º

"Martinator" voltou a brilhar no sprint
"Martinator" voltou a brilhar no sprintAFP
Jorge Martín completou a corrida de sprint de 13 voltas no Circuito Bugatti sem qualquer hesitação, enquanto Francesco Bagnaia sofreu problemas mecânicos desde o início e retirou-se. Marc Márquez, que partiu em 13.º da grelha, ficou em 2.º lugar.

Muito desapontado com o seu 13.º lugar na grelha, Marc Márquez mostrou porque é um grande campeão. Logo no início, encontrou a trajetória certa na primeira curva para ultrapassar parte do pelotão e ganhar 9 lugares no final da primeira volta.

O piloto da Gresini não venceu, muito atrás de Jorge Martín, que esteve impecável do princípio ao fim e sem rival na pista sobreaquecida de Le Mans. No entanto, pressionou Marco Bezzecchi, que era 2.º após 10 voltas.

Atrás deles, Maverick Viñales ficou em 3.º lugar para um pódio totalmente espanhol. Pedro Acosta é o único piloto que conquistou pontos em todas as corridas, sprint e Grande Prémio, desde o início da temporada. Fez várias ultrapassagens incríveis, incluindo uma sobre Fabio di Giannantonio.

O grande derrotado de sábado no Circuito Bugatti foi Francesco Bagnaia. Segundo na grelha de partida, o bicampeão do mundo perdeu... 13 lugares no início, antes de se retirar na 3.ª volta, obviamente devido a um problema técnico. Perdeu 12 pontos para o "Martinator", mais do que nunca o líder da classificação.

Do lado francês, Fabio Quartararo temeu o ritmo da corrida, mesmo partindo do 8.º lugar. Acabou por terminar o sprint em 10.º lugar e não marcou qualquer ponto. Em 12.º lugar até ao início da última volta, Johann Zarco foi ultrapassado por Franco Mordibelli e terminou em 13.º, atrás do português Miguel Oliveira, que fez 11.º mas ficou fora dos pontos.

Miguel Oliveira concluiu as 13 voltas previstas ao circuito de Le Mans a 13,492 segundos de distância do vencedor. O piloto português largou da 12.ª posição, depois da melhor qualificação da temporada, e chegou ao 11.º posto. Contudo, foi ultrapassado pelo companheiro de equipa Raul Fernandéz (Aprilia).

O piloto luso acabaria por ganhar uma posição com a queda do italiano Marco Bezzecchi (Ducati), a quatro voltas do final, quando era segundo classificado.