Antevisão MotoGP: Marc Márquez sonha voltar a vencer em casa no GP da Catalunha

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Antevisão MotoGP: Marc Márquez sonha voltar a vencer em casa no GP da Catalunha

Marc Márquez na conferência de imprensa de quinta-feira.
Marc Márquez na conferência de imprensa de quinta-feira.LLUIS GENE/AFP
À terceira é de vez? O seis vezes Campeão do Mundo de MotoGP Marc Márquez, que terminou em segundo nos últimos dois Grandes Prémios, espera voltar ao degrau mais alto do pódio para a primeira vitória na sua Ducati-Gresini no GP da Catalunha este fim de semana.

O espanhol, que não vence desde outubro de 2021, tem feito progressos constantes desde que se juntou à Ducati este inverno, após 10 anos na Honda.

"Ainda me falta um pouco de consistência, embora sinta que estou no caminho certo e que estou a ficar cada vez mais rápido", disse Márquez numa conferência de imprensa na quinta-feira.

Marc, que só venceu duas vezes no circuito da Catalunha na categoria rainha (2014, 2019), está a apontar para um hat-trick de vitórias para atingir o marco simbólico de 60 no MotoGP, mas também para reconquistar o campeonato do mundo.

"Estou muito feliz por ter podido lutar pela vitória com Pecco (Bagnaia) e Jorge (Martin) em Espanha e França. Se puder lutar pelo título esta época, fá-lo-ei, mas tenho de manter a cabeça fria e correr de forma inteligente", disse o piloto de Cervera.

Atualmente em terceiro, Márquez está apenas a dois pontos de Bagnaia, o bicampeão italiano, mas já está a 40 pontos do líder Martín e precisa de evitar que a diferença aumente.

Martín, por sua vez, vai tentar repetir o seu sucesso em Le Mans, enquanto Bagnaia, vencedor em Jerez, vai tentar recuperar o degrau mais alto do pódio. O italiano continua a ter muito respeito pela pista catalã, depois de ter sofrido uma forte queda no ano passado e de ter sido atropelado pelo sul-africano Brad Binder (KTM). Milagrosamente, o piloto de Turim não sofreu ferimentos graves e conseguiu revalidar o seu título mundial algumas semanas mais tarde.

Primeiro aniversário para Espargaró

Durante mais um fim de semana, os rumores de transferência serão muitos, já que vários pilotos de topo continuam sem lugar para a próxima época, a começar pelo próprio Márquez e também pelo líder do Campeonato do Mundo, Martín, que disputam um lugar na equipa de fábrica da Ducati, juntamente com Bagnaia.

"Vou tomar a minha decisão nas próximas semanas, mas não controlo tudo. A Ducati tem de decidir (quem vai correr ao lado de Bagnaia). Estou muito contente por várias equipas quererem contratar-me, o que significa que sou competitivo", disse Martin, cobiçado por equipas como a KTM e a Aprilia.

Este fim de semana na Catalunha marcará também o aniversário do piloto local Aleix Espargaró (Aprilia), que anunciou que se vai retirar no final da época. Nascido a poucos quilómetros do Circuito da Catalunha, o espanhol, que completa 35 anos em julho, vai tentar repetir o feito da época passada, quando venceu a corrida de sprint e o Grande Prémio perante os seus fãs.

"Foi uma grande aventura e diverti-me muito. Estou aliviado e nunca estive tão feliz (...) Com a Aprilia, estas duas ou três últimas épocas têm sido incríveis, tenho vivido um sonho. Essa é uma das razões pelas quais decidi parar, porque para mim é suficiente, diverti-me muito", explicou entre lágrimas.