Marc Márquez pode trocar Honda pela Ducati e Viñales pode rumar ao gigante japonês

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Marc Márquez pode trocar Honda pela Ducati e Viñales pode rumar ao gigante japonês
Marc Márquez tem contrato com a Honda até 2024 mas não deve ficar
Marc Márquez tem contrato com a Honda até 2024 mas não deve ficar
AFP
Marc Márquez pode estar mesmo de saída da Honda, sendo que a marca japonesa já estará de olho em Maverick Viñales, piloto da Aprilia, como substituto. Algo que pode mexer diretamente com o futuro, a curto prazo, do português Miguel Oliveira, a cumprir o ano de estreia na CryptoDATA RNF, equipa satélite da Aprilia.

"A HRC não está apenas a sondar o mercado em busca de engenheiros e diretores, está também a abordar pilotos de MotoGP. Sim, isso mesmo, o que indica que também eles estão à procura de um plano B. Tenho um nome já, mas não o vou revelar. Espero que o Marc se mexa", anunciou esta sexta-feira Ricard Jové, jornalista da DAZN.

Algumas horas depois, o espanhol partilhou mesmo a notícia.

"Bem, com tanta insistência, aqui vai a bomba. Maverick Viñales foi sondado pela HRC para substituir Márquez em caso de saída! E, atenção, que não foi apenas um elemento da Aprilia contactado pela Honda. Também o (Massimo) Rivola podia ir no mesmo pacote. Continuamos à espera. E se isto acontecer, atenção que pode haver um efeito dominó com este lugar da Aprilia. Ou não, Fábio (Quartararo)?", questionou Ricard Jové.

Caso Maverick Viñales rume à Honda, Miguel Oliveira poderá subir à equipa principal, algo que desde sempre foi apontado como possibilidade pelos responsáveis da Aprilia.

Marc Márquez, recorde-se, tem contrato com a Honda por mais uma temporada, mas a sua insatisfação com a falta de performance da mota japonesa tem colocado o seu futuro em dúvida.

Os rumores mais fortes apontam para uma ida para a Gresini Ducati, o que poderia efetivamente provocar um efeito dominó incrível. O francês Fabio Quartararo, o outro nome referido, tem contrato com a Yamaha também válido até 2024.