MotoGP: Diretor da Ducati reconhece que a equipa “não precisava de Marc Márquez”

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
MotoGP: Diretor da Ducati reconhece que a equipa “não precisava de Marc Márquez”
Marc Márquez deixou a Honda e juntou-se à Gresini
Marc Márquez deixou a Honda e juntou-se à Gresini
Profimedia
Em entrevista ao portal GP One, Paolo Ciabatti abordou a contratação de Marc Márquez por parte da Gresini e destacou a importância de ter conseguido o espanhol que corria na Honda.

Todos conhecemos o talento do Marc Márquez e acho que não há grande coisa a dizer. Dado os resultados que tivemos na época passada, com três motos na frente, a Ducati não tinha a necessidade de trazer mais uma aposta forte. Contudo, não deixa de ser um grande orgulho para a construtora ver um campeão como o Marc aqui. É um reconhecimento do trabalho que estamos a fazer”, atirou.

Com o contrato de todos os pilotos da Ducati a terminar no final da próxima época, a possibilidade de Márquez, que vai estar esta época na Gresini, vir a integrar a equipa oficial no MotoGP é real.

“Uma vez que não temos definidos os pilotos para 2025, posso dizer sem problemas que o Marc Márquez vai ser um dos candidatos à equipa oficial. Obviamente que existe o aspeto económico a considerar, uma vez que já não estamos na altura pré-Covid, em que um piloto como ele recebia salários milionários”, concluiu.