Basquetebol: Benfica volta a atropelar Oliveirense e é o primeiro finalista da Liga (64-77)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Basquetebol: Benfica volta a atropelar Oliveirense e é o primeiro finalista da Liga (64-77)

Benfica venceu os três jogos da série por larga margem
Benfica venceu os três jogos da série por larga margemFPB
As águias não deram hipóteses no terceiro jogo da série e arrumaram as contas o mais cedo possível com o terceiro triunfo seguido por larga margem, triunfando em casa da Oliveirense por 64-77.

Recorde aqui as incidências do encontro

Depois de dois triunfos confortáveis no Pavilhão da Luz (100-55 e 91-69), seria de esperar que a mudança para o Pavilhão Dr. Salvador Machado pudesse provocar alguma mossa a Norberto Alves, em mais um regresso a Oliveira de Azeméis.

Tal não se verificou, já que os encarnados demosntraram grande maturidade e fecharam o primeiro período a vencer por seis pontos de vantagem (14-20). Os anfitriões, entre a espada e a parede, responderam com um segundo parcial bem conseguido e encurtaram a distância para apenas quatro pontos de diferença (31-35). 

No entanto, no regresso dos balneários, os unionistas cometeram uma série de erros que colocaram o jogo nas mãos do Benfica. Foram cinco perdas de bola e um lançamento falhado até que voltaram a colocar a bola no cesto, já com quatro minutos passados no relógio e uma desvantagem de 12 pontos. A desinspiração deitou tudo a perder e à entrada para o último período as águias venciam por 47-61.

Sem nunca baixar os braços, os comandados de João Figueiredo ainda voltaram à carga para tentar entrar na discussão pelo resultado, mas o Benfica ia sempre somando um ponto aqui e ali para manter a vantagem. No final da buzina, o resultado era de 64-77 e a Oliveirense despediu-se da época em casa perante os seus adeptos. 

O oliveirense Washpun foi o melhor marcador do encontro, com 16 pontos e 5 assistências, do outro lado destacaram-se Ivan Almeida e Ben Romdhan com 12 pontos cada um, o que sublinha o jogo coletivo dos encarnados.

Já o Benfica vai pela via rápida até à final, onde aguarda o desfecho da série entre FC Porto e Ovarense, com vantagem de 2-1 para os dragões.