NBA: Pelicans aproximam-se do sexto lugar, enquanto os Knicks surpreendem o Celtics

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

NBA: Pelicans aproximam-se do sexto lugar, enquanto os Knicks surpreendem o Celtics

Zion Williamson marcou 31 pontos na vitória crucial de New Orleans sobre Sacramento
Zion Williamson marcou 31 pontos na vitória crucial de New Orleans sobre SacramentoAFP
O New Orleans Pelicans aumentaram as esperanças de garantir uma vaga automática nos play-offs na quinta-feira com uma vitória por 135-123 sobre o Sacramento Kings. Neemais Queta não jogou nos Celtics

Sacramento Kings 123-135 New Orleans Pelicans

Numa batalha crucial da Conferência Oeste no norte da Califórnia, Zion Williamson e C.J. McCollum terminaram com 31 pontos, enquanto os Pelicans conseguiram uma impressionante vitória. O resultado significa que a equipa de Nova Orleães conquistará o sexto lugar no Oeste - e evitará o torneio de play-in - se vencer os dois últimos jogos, contra Golden State, na sexta-feira, e contra os Los Angeles Lakers, em casa, no domingo.

Os Pelicanos estiveram sempre no controlo, depois de um primeiro período de jogo devastador, em que chegaram a ter uma vantagem de 34-11, após uma série de 18-0.

"Demos do primeiro ao último soco e saímos com a vitória", disse McCollum sobre a abordagem agressiva de New Orleans no primeiro período: "Entendam o trabalho, entendam a preparação, divirtam-se e aproveitem a bênção de jogar a um nível elevado".

A derrota de Sacramento deixou-o no oitavo lugar do Oeste, com um registo de 45 vitórias e 35 derrotas - idêntico ao do nono classificado Golden State e ao do 10.º, os  Lakers, o que significa que a classificação final deverá ser decidida ao pormenor.

A equipa de Golden State melhorou para 45-35 depois de ter vencido os eliminados Portland Trail Blazers por 100-92 no Oregon.

Stephen Curry liderou a pontuação dos Warriors com 22 pontos e Jonathan Kuminga acrescentou 19.

Boston Celtics 109-118 New York Knicks

Os Boston Celtics, líderes da Conferência Este, sofreram a segunda derrota consecutiva ao perder com os New York Knicks no TD Garden.

O astro do Knicks, Jalen Brunson, terminou com 39 pontos, dando continuidade à deslumbrante boa fase recente. O base do Knicks marcou 35 pontos ou mais nos seus últimos cinco jogos. O último esforço virtuoso de Brunson incluiu seis triplos num desempenho em que acertou 15 dos 23 lançamentos.

Os Knicks estão em terceiro lugar na Conferência Este com um registo de 48-32, um jogo atrás do segundo classificado Milwaukee (49-31), quando faltam dois jogos da época regular. Boston (62-18) foi alvo de algumas vaias dos seus adeptos no apito final, e o poste dos Celtics, Kristaps Porzingis, não se queixou da reação do público.

"Fomos vaiados no final por um motivo", disse Porzingis: "Esta não era a equipa que os nossos adeptos adoram. Mas é melhor acreditar que vamos aparecer quando for preciso. Temos uma semana de trabalho pela frente, alguns jogos para recuperarmos e tempo para voltarmos a funcionar a todo o vapor."

O treinador dos Celtics, Joe Mazzulla, ignorou a segunda derrota consecutiva da sua equipa, dizendo que era inevitável uma quebra de intensidade depois de Boston ter garantido a primeira posição.

"Na verdade, não me importo com o resultado dos dois últimos jogos", disse Mazzulla: "Entrar nos play-offs com um monte de vitórias e a sentir-se no topo do mundo mesmo não é necessariamente melhor do que entrar com um lábio a sangrar."

Noutros jogos, os Chicago Bulls venceram os Detroit Pistons por 127-105, com 39 pontos de DeMar DeRozan e 27 pontos de Nikola Vucevic, garantindo que vão defrontar os Atlanta Hawks na primeira ronda do torneio de play-in, na próxima semana.

No outro jogo do dia, entre duas equipas já eliminadas, os Utah Jazz derrotaram os Houston Rockets por 124-121.