Aston Martin sobre a queda de Alonso: "É simples, não fizemos o suficiente"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Aston Martin sobre a queda de Alonso: "É simples, não fizemos o suficiente"
Alonso no Japão
Alonso no Japão
AFP
A equipa está a aliviar a pressão sobre o espanhol devido às críticas sobre o seu fraco desempenho após a pausa de verão.

A Aston Martin precisa de voltar ao bom caminho. A equipa britânica, que teve um início excecional no Campeonato do Mundo, perdeu o ritmo nos últimos Grandes Prémios. Nem em Monza, nem no Japão, a equipa esteve à altura da tarefa e as críticas centraram-se no desempenho individual de Fernando Alonso.

Mike Krack, em declarações à RacingNews365, admitiu que a equipa é a razão pela qual o desempenho de Alonso caiu. O chefe de equipa afirma que não foram feitos alguns progressos que afetaram o nível dos seus pilotos.

"Bem, é puro desenvolvimento. Vemos que algumas equipas fizeram muitos progressos e outras menos. É muito simples. Nós não fizemos o suficiente. É provável que as outras equipas tenham aumentado a diferença entre nós e a Red Bull, em vez de a diferença aumentar por si só", defendeu o chefe de equipa.

"Suzuka é uma pista que também é muito especial, com a sua combinação de curvas de alta velocidade; por isso, não é preciso olhar apenas para um circuito, mas sim para algumas corridas para avaliar onde estamos realmente. Gostaríamos de ter visto mais desempenho, mas ainda há algum caminho a percorrer, por isso estou confiante de que podemos reduzir um pouco a diferença", rematou.