Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Europeus de Judo: Telma Monteiro cai na repescagem, Catarina Costa luta pelo bronze

Telma Monteiro sem sucesso nos Europeus de Judo
Telma Monteiro sem sucesso nos Europeus de JudoIJF
A judoca Telma Monteiro, na categoria de -57 kg, caiu esta quinta-feira na repescagem dos Europeus em Zagreb, onde Catarina Costa (-48 kg) foi a única resistente do período da manhã e vai lutar pela medalha de bronze.

Com ambas as judocas de regresso aos tatamis, após longas paragens devido a lesões, Telma Monteiro, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Rio 2016, entrava com o objetivo de somar pontos na corrida a Paris2024, mas teve uma competição a meio gás, com duas vitórias e duas derrotas.

Catarina Costa, com menos combates efetuados, numa categoria de menor número de inscritas, precisou apenas de três adversárias, com duas vitórias e uma derrota, para garantir que tentará em Zagreb a sua terceira medalha consecutiva em Europeus, após duas pratas em Sófia 2022 e Montpellier 2023.

Para Telma Monteiro acabou por ser uma saída ingrata, com a judoca do Benfica a sentir, aparentemente, um toque no joelho esquerdo, o mesmo a que foi operada após sofrer em novembro uma rotura do ligamento cruzado.

A judoca, atual 29.ª do mundo e que competia nos seus 18.ºs Europeus, competição em que é recordista feminina de medalhas (seis de ouro, duas de prata e sete de bronze), discutia com a sérvia Marica Perisic (nona) o acesso à luta pelo bronze, mas desistiu.

Com a ida a novo prolongamento – período após os quatro minutos iniciais e no qual o primeiro judoca a pontuar vence -, naquele que foi terceiro ‘golden score’ em quatro combates, Telma Monteiro abdicou aos seis minutos, depois de agarrar o joelho.

Antes, Telma Monteiro tinha vencido a britânica Lele Nairne (24.ª) e a francesa Priscilla Gneto (15.ª), ambas por waza-ari, e perdido com a alemã Pauline Starke (12.ª), por ippon.

A judoca, que está em lugar elegível para Paris 2024, mas em quota de realocação, ainda pode ter mais três competições a pontuar, os Grand Slam do Tajiquistão e do Cazaquistão e os Mundiais de Abu Dhabi, em maio.

Já Catarina Costa, tem a Zagreb a oportunidade de somar a sua terceira medalha em Europeus, num momento em que a judoca da Académica também regressa de uma paragem de cinco meses, devido a uma cirurgia ao cotovelo e uma entorse.

Sem a pressão na corrida aos Jogos Olímpicos e quando está em zona de apuramento direto em -48 kg (quinta posição direta em 17), Catarina Costa teve uma manhã em que precisou também do golden score.

A judoca, oitava do ranking mundial e terceira cabeça de série em Zagreb, venceu a sérvia Andrea Stojadinov (24.ª) e a belga Ellen Salens (48.ª), já na repescagem, após perder nos quartos de final com a israelita Tamar Malca (30.ª).

Nas finais de tarde, Catarina Costa vai discutir a medalha de bronze com a sérvia Milica Nikolic, sexta do mundo e primeira cabeça de série na categoria mais leve dos Europeus, e com quem tem um saldo neutro, de três triunfos e três derrotas.

Também em Zagreb, Rodrigo Lopes (-60 kg) foi o único dos não olímpicos a disputar dois combates, perdendo ao segundo, enquanto Raquel Brito (-48 kg), Maria Siderot (-52 kg) e Miguel Gago (-66 kg) foram derrotados na estreia.