Champions Asiática: Al Hilal cai com Al Ain (2-4) e vê o recorde quebrado

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Champions Asiática: Al Hilal cai com Al Ain (2-4) e vê o recorde quebrado

Malcom disputa a bola com um adversário
Malcom disputa a bola com um adversárioAl Hilal
34 jogos depois, o conjunto de Jorge Jesus voltou a perder. Está em desvantagem nas meias-finais da Liga dos Campeões Asiática.

Al Ain 4-2 Al Hilal

As notas dos jogadores
As notas dos jogadoresFlashscore

Uma tempestade nos Emirados Árabes Unidos adiou o jogo de terça para quarta-feira, com melhores condições meteorológicas, mas a tormenta ainda não tinha passado para o Al Hilal (que não conta com os lesionados Neymar e Mitrovic). Depois de ter feito cair o Al Nassr nos quartos de final, o Al Ain levou ao tapete o outro grande de Riade nesta primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões Asiática e, talvez tão importante como a vantagem na eliminatória, acabou com o registo de 34 vitórias consecutivas dos comandados de Jorge Jesus.

Este não era o dia do Al Hilal e cedo se percebeu que a equipa de Hernán Crespo trazia a lição bem estudada. Antigo avançado de renome, o argentino dá agora destaque a outro goleador: Soufiane Rahimi. O marroquino sobre aproveitar bem o espaço nas costas dos centrais e provocar o caos na defesa saudita.

Abriu o marcador aos seis minutos e depois converteu dois penáltis (26 e 38 minutos), sendo que ambos resultam de lances em que Al Owais se viu cara a cara com jogadores adversários. No primeiro é o próprio guarda-redes que derruba o jogador, no segundo é Al Bulayhi que tem uma entrada imprudente sobre Erik.

No segundo tempo, Malcom (49 minutos) redimiu-se de uma primeira etapa apagada e devolveu alguma esperança ao Al Hilal. Contudo, minutos depois Koulibaly derrubou Rahimi e Kaku (56 minutos) encarregou-se de converter o terceiro penálti da noite.

Al Dawsari (78 minutos) reduziu (atirou também ao poste aos 90+8 minutos)e ajudou a esconder um pouco mais a deceção do Al Hilal. Em desvantagem por dois golos, a equipa de Jorge Jesus precisa de uma grande exibição em casa para chegar à final da Liga dos Campeões Asiática e sonhar com quinto troféu continental.

Os números da partida
Os números da partidaFlashscore