Bochum e Wolfsburgo vão doar bolas de ténis às escolas

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Bochum e Wolfsburgo vão doar bolas de ténis às escolas
Os apanha-bolas têm estado mais ocupados que o habitual nos relvados da Alemanha
Os apanha-bolas têm estado mais ocupados que o habitual nos relvados da Alemanha
Profimedia
Os clubes da Bundesliga, Bochum e Wolfsburgo, vão doar um mar de bolas de ténis a escolas e instituições.

As bolas de ténis foram atiradas para os relvados por adeptos que protestavam contra a possível entrada de investidores externos no campeonato alemão de futebol.

Um projeto que acabou por ser rejeitado pela Federação Alemã de Futebol esta quarta-feira.

O Bochum confirmou na que vai doar todas as bolas de ténis utilizáveis, entre outras, a uma escola de Bochum.

As bolas que já não forem utilizáveis serão eliminadas de forma adequada.

Em Wolfsburgo, as bolas serão doadas a creches e jardins-de-infância da região. Um porta-voz do clube confirmou esse facto ao Wolfsburger Nachrichten.

Os protestos nas bancadas já duram há várias semanas.

Só nos dois jogos do Wolfsburgo em casa, contra o Hoffenheim e o Borussia Dortmund, foram recolhidas centenas de bolas de ténis.

Os adeptos discordam da decisão dos clubes de permitir que os investidores comprem uma parte das futuras receitas televisivas do futebol alemão.

A decisão foi tomada numa reunião da Liga Alemã de Futebol (DFL) em dezembro.

Dois terços dos 36 clubes das duas principais ligas do país votaram a favor da controversa proposta.

Vários clubes alemães viram-se obrigados a reduzir os seus orçamentos, uma vez que, esta época, há menos dinheiro da televisão para distribuir entre os clubes.

Os protestos não se limitam à Bundesliga. Os adeptos das duas principais ligas têm protestado ferozmente.