Janne Andersson (Suécia) sobre a tragédia em Bruxelas: "Em que mundo estamos a viver?"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Janne Andersson (Suécia) sobre a tragédia em Bruxelas: "Em que mundo estamos a viver?"
A Suécia está a sofrer com a tragédia em Bruxelas
A Suécia está a sofrer com a tragédia em Bruxelas
Jonas Ekstromer/TT/Ritzau Scanpix
O selecionador da Suécia, Janne Andersson, estava abalado quando se reuniu com a imprensa na segunda-feira, após o cancelamento do jogo da qualificação para o Euro contra a Bélgica, em Bruxelas.

Antes do jogo, dois suecos foram mortos a tiro na capital belga, mas as duas equipas conseguiram terminar a primeira parte antes de ser tomada a decisão de cancelar o jogo ao intervalo.

"Recebi a informação quando desci para o intervalo. Tive logo a impressão de que era completamente irreal. Em que mundo estamos a viver hoje?", perguntou Janne Andersson na conferência de imprensa, de acordo com a agência noticiosa TT.

"A decisão de todos os jogadores e treinadores, nossos e da Bélgica, era óbvia: não podíamos jogar o jogo. Lamento imenso. É extremamente trágico e os meus pensamentos estão com as pessoas afectadas e as suas famílias", continuou Janne Andersson.

Victor Lindelöf, jogador sueco do Manchester United, também insistiu que o jogo tinha de ser cancelado rapidamente: "Deixámos claro que não queríamos continuar a jogar e os jogadores belgas concordaram com isso".